Casos registrados "epilepsia do lobo frontal"
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)

Filtrar por palavras-chave:



Obtendo documentos. Espere, por favor...

1/115. Neuropatia periférica phenytoin-induzida extremamente aguda.

    FINALIDADE: A neuropatia periférica é um efeito adverso raro associado com o phenytoin (PHT), e ocorre geralmente depois que o uso prolongado de PHT. A neuropatia periférica PHT-induzida aguda é extremamente rara. MÉTODOS: Uma menina dos anos de idade 18 foi admitida para o controle da epilepsia. Apenas algumas horas após a administração de PHT, queixou-se do paresthesia longe do ponto de origem da baixo-extremidade em uma distribuição da meia e em uma fraqueza de motor: o reflexo do tendão de Achilles era ausente. RESULTADOS: Os estudos electrofisiológicos revelaram a velocidade ligeiramente reduzida da sensorial-condução e a prolongação suave da latência longe do ponto de origem nas extremidades mais baixas. Após a descontinuação de PHT, estes sintomas desapareceram gradualmente, e a velocidade da sensorial-condução e a latência longe do ponto de origem tornaram-se normais. CONCLUSÕES: Embora se relatasse que a neuropatia periférica ocorreu após o tratamento com PHT por uma semana, não houve nenhum relatório de um paciente tal como nossos, que desenvolveram a neuropatia periférica apenas algumas horas após a administração inicial de PHT. O mecanismo subjacente permanece desconhecido; entretanto, nós devemos pagar a atenção a tal neuropatia periférica extremamente aguda ao usar PHT. ( info)

2/115. Confirmação de dois focos epileptic magnetoencephalographic pela monitoração invasora dos elétrodos subdurais em um adolescente com epilepsia frontocentral direita.

    FINALIDADE: Para relatar nossa avaliação de dois campos epileptic interictal do ponto na encefalografía magnética (megohm) usando a monitoração intracranial invasora em um paciente sem a lesão na imagem latente de ressonância magnética (MRI). MÉTODOS: Um menino canhoto dos anos de idade 15 com uma história de 9 anos de apreensões parciais simples refratárias, generalizada secundària, e um MRI normal, foram estudados com megohm para definir as fontes magnéticas do ponto, seguidas pela monitoração intracranial invasora com os elétrodos subdurais para delinear a zona epileptogénica e a função eloquente conforme à excisão cortical focal. RESULTADOS: O megohm demonstrou dois focos do ponto nas áreas rolandic frontais e inferiores médias direitas junto à área sensorial. As gravações de Ictal durante a monitoração invasora prolongada dos elétrodos subdurais revelaram duas zonas epileptogénicas nas mesmas posições que aquelas definidas pelo megohm. A excisão cortical focal foi executada de cada zona epileptogénica. O paciente foi apreensão livra por 24 meses sem deficit neurológico. CONCLUSÕES: A imagem latente magnética da fonte é uma adjunção valiosa no planeamento da colocação subdural da grade na cirurgia da epilepsia, particular nos pacientes em quem a imagem latente convencional não revela uma lesão. ( info)

3/115. Um exemplo de startle a epilepsia e as apreensões de SSMA documentadas com as gravações subdurais.

    FINALIDADE: Para estudar os mecanismos de apreensões suplementares startle-induzidas da área sensorimotor (SSMA). MÉTODOS: Nós apresentamos um paciente investigado com indwelling os elétrodos subdurais da grade que cobrem o SSMA e o lóbulo frontal dorsolateral. RESULTADOS: Nós encontramos um início simultâneo da apreensão no córtice dorsolateral direito do premotor e no SSMA direito. A imagem latente de ressonância magnética High-resolution (MRI) mostrou uma lesão subcortical pequena junto ao SSMA direito. O paciente transformou-se apreensão livre após o resection da lesão e da zona do ictal-início. CONCLUSÕES: Nós concluímos que uma região prolongada de tecido anormalmente excitável dentro do lóbulo frontal poderia facilitar a geração de apreensões startle-induzidas. Nós especulamos que uma zona epileptogénica difundida poderia ajudar a explicar porque alguns pacientes com SSMA ou apreensões dorsolateral do lóbulo frontal são mais prováveis startle-ter induzido apreensões. ( info)

4/115. Firesetting Motiveless: implicando a apreensão límbica parcial que inflama por memórias revived dos fogos no " Disparador Psychotic límbico Reaction".

    23 firesetters juvenis unselected (idade de M 12.0 anos.) consistiram em sete com esquizofrenia, em três com transtorno mental orgânico, em seis com desordem de esforço posttraumatic, em dois com atraso mental severo, e em dois com desordens da conduta. Três meninos previamente nondestructive (idade 11.0 anos.), todo de M solitários, não couberam tais diagnósticos tradicionais. Seus (C. 20 Min.) sintomas breves incluíram a influência lisa, despertar autonómico, e desilusão ou alucinação. Pareceu que seus atos motiveless, não programados cada um estiveram precedidos por um encontro da possibilidade com um estímulo particularizado que revived os três boys' as memórias repetidamente ruminated de esforços meramente intermitentemente experimentados do moderate associaram com o fogo, o fumo, ou os fósforos. Tal seqüência de eventos é característica da inflamação da apreensão. Um boy' s EEG anormal era congruente com as apreensões na área do lóbulo temporal, que inclui o amygdala, isto é, essa parte do sistema límbico particular suscetível à inflamação da apreensão. Os três boys' a sintomatologia consistente era muito similar àquela relatada para 17 homens com atos homicidas estranhos que implicam uma apreensão parcial inflamada chamada " Disparador Psychotic límbico Reaction." Nos primatas, também, " nonconvulsive parcial similar; seizures" comportável; com psicose-como sintomas pode ser eliciado com da inflamação experiential. ( info)

5/115. Apreensões de circundamento em um caso com Wilson' doença de s.

    Nós relatamos um exemplo de Wilson' doença de s com apreensões de circundamento. Por causa da existência de outros tipos de automatism frontal e do foco de EEG nas regiões frontais, as apreensões de circundamento do paciente foram pensadas para originar do lóbulo frontal. A imagem latente de ressonância magnética demonstrou grandes lesões cavitary nos lóbulos frontais bilaterais. Os mecanismos do comportamento de circundamento são discutidos em colaboração com Wilson' doença de s. ( info)

6/115. Retrato de Electroclinical da epilepsia nocturnal dominante autosomal do lóbulo frontal em uma família japonesa.

    FINALIDADE: A epilepsia nocturnal dominante Autosomal do lóbulo frontal (ADNFLE) é a síndrome parcial primeiramente descrita da epilepsia conhecida para ser devido a uma única mutação genética. Nós encontramos uma primeira família japonesa de ADNFLE com uma mutação nova do gene nicotinic neuronal do subunit alpha4 do receptor do acetylcholine (nAChR) (CHRNA4). O alvo deste relatório é precisamente descrever as manifestações electroclinical de ADNFLE nesta família e comparar estes resultados com os aqueles de outras famílias relatadas previamente na literatura. MÉTODOS: Três membros da família afetados foram investigados electroclinically pela observação clínica próxima, por EEG interictal, por monitoração do vídeo-EEG, por imagem latente de ressonância magnética, e por tomography da único-fotão-emissão. A informação sobre outros membros da família afetados foi obtida do esposo ou dos pais. As mutações dentro do gene CHRNA4 foram examinadas em sete membros da família. RESULTADOS: As manifestações clínicas e os resultados diagnósticos nos membros desta família eram consistentes com o ADNFLE. Entretanto, havia umas variações intrafamilial e interfamilial em características clínicas. As apreensões dos pacientes eram breves apreensões do tónico, com hiperventilação nas crianças e convulsões tónico-clonic secundària generalizadas nos adultos. O início do children' as apreensões de s começaram na infância e na infância adiantada. O children' as apreensões de s foram provocadas às vezes pela estimulação do movimento e do som, e não responderam às drogas antiepilépticas. De um lado, o adults' as apreensões desapareceram espontâneamente ou foram controladas facilmente com carbamazepine. Três crianças mostraram a hiperactividade, e duas crianças tiveram o atraso mental suave. Todos os pacientes tinham danificado a consciência durante suas apreensões e nenhumas auras. Uma mutação missense nova (c755C> T) no exon 5 do gene CHRNA4 foi encontrado em quatro membros da família afetados. CONCLUSÕES: Os retratos electroclinical de uma família japonesa com ADNFLE eram basicamente os mesmos que aqueles de outras famílias relatadas, mas com diferenças ligeiras. ADNFLE não é provavelmente raro, e é muito provável que há pacientes não identificados com esta desordem herdada em Japão. ( info)

7/115. Aproximação sistemática à localização do dipole de pontos interictal de EEG nas crianças com epilepsias extratemporal do lóbulo.

    OBJETIVOS: Para avaliar a confiabilidade da localização do dipole baseada nas variações residuais (rv), usando a análise atual equivalente do dipole de pontos interictal de EEG nas crianças com epilepsia extratemporal do lóbulo. MÉTODOS: Quatro pacientes pediatras com epilepsia extratemporal do lóbulo foram estudados. Digital EEG foi gravada de 19 elétrodos do escalpe. Os programas informáticos para a deteção do ponto e a análise de aglomeração foram usados para selecionar pontos. Os Dipoles foram calculados 5 vezes para cada ponto usando suposições iniciais diferentes pelo modelo movente do dipole. O desvio padrão (SD) das posições do dipole foi calculado em cada vez aponta nas 5 experimentações. RESULTADOS: Nós analisamos os dipoles em 1097 pontos do tempo de 4 pacientes. Entre 106 pontos do tempo com < do rv; 2%, o SD era < 1 milímetro em 78 (74%), quando naqueles com > do SD; 1 milímetro que as posições do dipole variaram entre 2.8 e 52.6 milímetros. Dos dipoles com < do rv; 1%, 26 de 27 (96%) teve um < do SD; 1 milímetro; o um dipole com > do SD; 1 milímetro variou dentro de 2.5 milímetros. As localizações do dipole com < do rv; 2% correspondeu às zonas epileptogénicas identificadas no vídeo invasor intracranial EEG e ECoG intraoperativo. CONCLUSÕES: A aproximação sistemática da análise atual equivalente do dipole usando a deteção do ponto, da análise de aglomeração, e de um < do rv; 2% como um padrão é útil para identificar regiões epileptic extratemporal. ( info)

8/115. Synchrony bilateral secundário devido às lesões fronto-mesial. Um estudo invasor da gravação.

    As epilepsias do lóbulo frontal podem apresentar dificuldades na localização do foco no work-up pré-operativo para a cirurgia da epilepsia. Isto é especialmente verdadeiro nos pacientes com MRIs normal. Nós relatamos em uma menina de 16 years-old que comece com apreensões pela idade de 8 anos. Eram breves episódios nocturnal com automatisms tais como bicycling e encaixotar. A freqüência da apreensão variou de 4-10 por a noite. O escalpe EEG mostrou poucos cravação frontal direita da convexidade e synchrony bilateral secundário intenso (SBS). MRI de alta resolução dirigido aos lóbulos frontais era normal. Ictal SPECT sugeriu um foco fronto-lateral direito. O vídeo-EEG de Ictal não mostrou nenhum início focal. Foi submetida às gravações invasoras após a implantação subdural das placas. Os elétrodos cobriram a toda a convexidade frontal e superfície mesial bilateral. As gravações de Ictal divulgaram as apreensões estereotipadas que partem do frontal mesial direito. Usando uma ferramenta high-resolution para medir latências intra e interhemispheric, o sincronismo e o sentido da propagação da apreensão da região fronto-mesial direita foram estudados. O traço da tira do motor foi executado por meio da estimulação elétrica. Foi submetida a um resection direito do lóbulo frontal, 1.5 cm antes da tira do motor e foi apreensão livre desde a cirurgia (8 meses). A examinação patológica encontrou uma área de 4 milímetros da displasia cortical. Os estudos invasores são necessários permitir a localização adequada nos pacientes com work-up não invasor non-localizatory e podem conduzir aos resultados excelentes com relação às apreensões após a cirurgia. ( info)

9/115. mudanças Droga-induzidas no consumo cerebral da glicose na epilepsia bifrontal.

    FINALIDADE: O tomography de emissão de positrão (ANIMAL DE ESTIMAÇÃO) que usa o deoxyglucose 18F-radiolabeled (18F-FDG) é um procedimento sensível para a deteção de focos epileptogénicos. Embora as alterações no consumo da glicose não sejam restringidas à área da geração da apreensão própria, o valor e a extensão dos distúrbios metabólicos cerebrais induzidos por descargas epileptic podem ser detectados. Apesar de duas décadas da pesquisa da epilepsia usando 18F-FDG-PET, é sabido pouco sobre as mudanças metabólicas durante a terapia da epilepsia focal. Nós relatamos em uma criança com epilepsia frontal com o hypometabolism severo da glicose que era quase completamente normalizado durante a terapia de droga. MÉTODOS: 18F-FDG-PET Interictal foi executado no início da epilepsia e depois que terapia de droga aperfeiçoada em um menino dos anos de idade 5 com as anomalias comportáveis e as apreensões repetitivas da origem frontal com o EEG interictal bifrontal que retarda por 8 semanas. Ambas as varreduras foram combinadas anatômica; o metabolismo inicial e intratherapeutic da glicose foi comparado. RESULTADOS: De acordo com o foco epileptogénico como identificado por EEG e tomography ictal/interictal da emissão do único-fotão da perfusão (SPECT), o hypometabolism bifrontal foi descrito por 18F-FDG-PET. A imagem latente de ressonância magnética (MRI) era normal. Após a terapia da duplo-droga (valproate, carbamazepine), o menino transformou-se apreensão livre, e seus deficits comportáveis iniciais desapareceram. Um estudo do ANIMAL DE ESTIMAÇÃO do controle após 3 meses da terapia mostrou o consumo restaurado da glicose; o EEG frontal que retarda era normalizado. CONCLUSÕES: Este caso demonstra que a redução do metabolismo da glicose em focos epileptogénicos pode ser um resultado da deficiência orgânica neuronal reversível que correlaciona com a continuação electroclinical. ( info)

10/115. Progressão cronológica de um deficit da língua que parece ser postictally reversible em um paciente com epilepsia localização-relacionada sintomático.

    Um deficit da língua que ocorre interictally, com progressão cronológica, e em um paciente com epilepsia localização-relacionada sintomático, que começou em 1.6 anos de idade, é relatado postictally. O paciente era um homem destro dos anos de idade 30 cujas as apreensões parecessem originar do lóbulo frontal esquerdo e envolver o lóbulo temporal esquerdo. O deficit na língua oral consistiu principalmente nas características da afasia de motor, incluindo a iniciação atrasada do discurso com grande esforço, tendências echolalic e palilalic, e palavra-encontrando a dificuldade, mas igualmente mostrou características da afasia sensorial. A língua escrita teve a agrafia observada na afasia sensorial, incluindo letras, paraphasias, neologismo, e paragrammatism well-formed. Postictally, o deficit da língua pareceu ser superficially reversible, e evoluiu do jargão não-fluente direto mutism ao nível interictal de língua. Análise do patient' os diários de s de 10 a 26 anos de idade divulgaram cronologicamente a deterioração progressiva da língua com paragrammatism, mostrando um aumento de erros gramaticais, neologismus, paraphasias literais e verbais e misconstruction das sentenças. Os resultados sugerem que a epilepsia localização-relacionada da origem presumivelmente deixada do lóbulo frontal cause não somente um deficit postictal da língua mas igualmente um deficit lentamente progressivo da função de língua. ( info)
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)| Próximo ->


Deixa uma mensagem sobre 'Epilepsia do Lobo Frontal'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.