Casos registrados "Transtornos Neurológicos Da Marcha"
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)

Filtrar por palavras-chave:



Obtendo documentos. Espere, por favor...

31/157. Uma criança com síndrome de Miller Fisher.

    Nós descrevemos o exemplo de uma menina de 6 anos que apresente com uma história de 3 dias do distúrbio da diplopia e do porte que segue um febrile gripe-como a doença. Na examinação foi encontrada para ter a ataxia, o areflexia e o ophthalmoplegia, e um diagnóstico da síndrome de Miller Fisher foi feito após a exclusão de outras circunstâncias. Este relatório esboça a freqüência da síndrome de Miller Fisher e alista os diagnósticos diferenciais que devem ser considerados em Austrália. Além, a ocorrência da deficiência orgânica pupillary é discutida. ( info)

32/157. Quisto extradural espinal preliminar do hydatid em uma criança: relatório do caso e revisão da literatura.

    O quisto espinal do hydatid é uma condição rara mas séria. Um menino dos anos de idade 8 apresentado com dor traseira, fraqueza progressiva e numbness em ambos os pés. A imagem latente de ressonância magnética (MRI) da região lombar mostrou uma lesão cística com o contorno regular situado no espaço extradural. Havia o líquido cerebrospinal (CSF) como a intensidade do sinal em imagens do T1 e do T2-weighted. A lesão tinha comprimido excessivamente o saco dural e as raizes caudais, e tinha-os expandido aos forâmens L3 e L4 neural. O caso foi explorado com L2, L3, laminectomy L4 e o quisto do hydatid foi removido totalmente. A apresentação clínica, o diagnóstico e o tratamento cirúrgico deste caso raro da doença espinal do hydatid são discutidos, e todas as caixas disponíveis do quisto extradural preliminar do hydatid relatado na literatura são apresentadas. ( info)

33/157. Myelopathy de Exertional no tipo - kyphosis 2 congenital.

    PROJETO DO ESTUDO: Um exemplo do myelopathy da baixo-extremidade induzido pelo esforço físico em um paciente com tipo - (falha da segmentação) o kyphosis 2 congenital é relatado. OBJETIVO: Para descrever a apresentação rara de sequelae neurológicos em um paciente com tipo - kyphosis 2 congenital. SUMÁRIO DE DADOS DO FUNDO: Os vários relatórios descreveram sequelae neurológicos nos pacientes com tipo - 1 (falha da formação) kyphosis congenital. Ao authors' conhecimento, nenhum caso do tipo - o kyphosis 2 congenital que conduz aos sintomas neurológicos foi relatado. MÉTODOS: Um menino dos anos de idade 17 apresentou com uma história de 3 anos progressivamente de agravar a dor traseira midthoracic. Durante o esforço, o numbness tornou-se ao longo dos aspectos do posterior de seus pés, e experimentou uma sensação trémulo em suas mais baixas extremidades que impediram sua participação em atividades atléticas. Sua examinação neurológica de estática e dinâmica era normal. Entretanto, desenvolveu um porte myelopathic desajeitado wide-based quando foi pedido para funcionar nos salões da clínica. A imagem latente de ressonância magnética demonstrou que a medula espinal estêve drapejada sobre o corpo vertebral do posterior de T10. A descompressão torácica anterior e a fusão da medula espinal foram executadas com um sétimo thoracotomy do reforço usando uma corrupção estrutural do reforço para encher o defeito. O 1 cm anterior do osso foi deixado intato de modo a para não causar nenhuma instabilidade adicional. RESULTADOS: O paciente tolerou o poço do procedimento e teve a definição completa de seus sintomas myelopathic exertionally dependentes. Nesta escrita, 3 anos após a cirurgia, é envolvido no programa da marinha ROTC. CONCLUSÕES: Embora tipo - o kyphosis 2 congenital é uma entidade rara, deve ser seguido com cuidado e corrigido cirùrgica quando apropriado. Uma história do myelopathy do exertional pode ser um sinal adiantado do choque da medula espinal e é uma indicação para a descompressão cirúrgica. ( info)

34/157. Lateropulsion axial como uma única manifestação do infarction medullary lateral: uma variação clínica relativa à lesão rostral-dorsolateral.

    Uma mulher dos anos de idade 63 apresentou com um lateropulsion axial isolado como uma única manifestação do infarction medullary lateral. Não teve nenhuns vertigem, nistagmo, disfagia, perda do soluço, as faciais/as hemisensory, síndrome de Horner, e ataxia do membro. O cérebro MRI mostrou um enfarte pequeno que envolve seletivamente a parcela a mais dorsolateral da medula rostral. Este paciente ilustra que o infarction medullary lateral pode apresentar como um lateropulsion isolado. O mecanismo possível de um lateropulsion isolado é descrito. ( info)

35/157. doença X-lig do Charcot-Marie-dente causada por uma mutação de ponto nova no gene connexin-32.

    Nós relatamos os resultados clínicos e electrofisiológicos de um paciente com doença X-lig do Charcot-Marie-dente e uma mutação de ponto nova no gene connexin-32. Um homem dos anos de idade 31 apresentou com uma história de 5 anos do desequilíbrio progressivo e da fraqueza longe do ponto de origem em seus pés. Os estudos electrofisiológicos confirmaram uma neuropatia sensorimotor assimétrica, predominante axonal com algumas características demyelinating. O teste genético revelou uma transição de G/A (Ala40Thr) em uma região conservada do transmembrane do gene connexin-32. ( info)

36/157. Spondylolysis congenital da linha central com myelopathy associado. Relatório do caso.

    O spondylolysis cervical é uma entidade clínica rara e ocorre predominante a nível C-6. Os autores descrevem um paciente com o spondylolysis congenital da linha central que causou o myelopathy. O paciente era uma mulher dos anos de idade 57 com distúrbio de longa data do porte. A radiografia cervical lisa revelou um defeito radiolucent através do pedicle da linha central. A imagem latente de ressonância magnética da espinha cervical no ponto morto, na flexão, e nas posições da garganta da extensão assim como um myelography do tomography computarizado na posição neutra da garganta não demonstrou nenhuma compressão da medula espinal. Quando girou sua garganta, entretanto, a medula espinal foi travada entre o arco anterior hypertrophic do atlas e a peça do posterior do pedicle deslizado da linha central no lado contralateral. A medula espinal foi transformada em uma forma da pera. Ferimento mecânico à medula espinal pareceu explicar sua apresentação neurológica. Isto é, ao authors' conhecimento, o 1ö exemplo do spondylolysis axial e o sexto exemplo da participação da medula espinal do spondylolysis cervical. Nenhum caso que envolve o myelopathy secundário a um mecanismo tão original tem sido relatado previamente na literatura. ( info)

37/157. Niemann-Escolha o tipo C da doença nos adultos.

    Embora seja percebido frequentemente como uma desordem pediátrica, os números significativos de pacientes com Niemann-Escolhem o tipo presente da doença de C pela primeira vez na vida adulta ou sobrevivem na vida adulta. A apresentação nestes pacientes difere daquela considerada no formulário juvenil clássico da doença. Os pacientes adultos são referidos frequentemente clínicos com psicose ou outros problemas psiquiátricas principais. A distonia com funcionamento preservado do intelectual pode ser confundida por outras desordens dos gânglio básicos tais como a doença de Wilson. A presença de paralisia vertical do olhar é um indício clínico importante e, na presença de um aumento modesto na atividade do chitotriosidase do plasma, pode ser muito útil no diagnóstico diferencial. O diagnóstico deve ser confirmado em casos suspeitados pela mancha do filipin de fibroblasto cultivados, assim como a análise dos estudos da esterificação do colesterol e da mutação do ADN. ( info)

38/157. Herniation lombar do disco e síndrome apertada das limitações na adolescência.

    FUNDO: O herniation lombar do disco intervertebral é encontrado infrequëntemente nas crianças e nos adolescentes. Os sinais e os sintomas adicionais tais como deformidades postural e o porte anormal acompanham os resultados clássicos da irritação lombar da raiz. Estes sinais incomuns foram descritos na literatura como o " syndrome" apertado das limitações;. O porte Waddling com joelhos flexionados é considerado como pathognomonic para esta circunstância e pode ser mascarado pelos sinais da irritação da raiz devido ao material sofrido um prolapso do disco intervertebral. RELATÓRIO E DISCUSSÃO DO CASO: Nós relatamos um paciente adolescente com o herniation lombar do disco em quem a anomalia do porte e a limitação de movimentos lombares persistiram após a intervenção cirúrgica. Uma revisão da literatura nas limitações apertadas é apresentada. ( info)

39/157. Spasticity, força, e mudanças do porte após a cirurgia para o myelopathy spondylotic cervical: um relatório do caso.

    PROJETO DO ESTUDO: Um relatório do caso com medidas repetidas é apresentado. OBJETIVO: Para descrever um método objetivo para avaliar muda na parte superior e o spasticity e a força da baixo-extremidade, assim como variáveis temporais e kinematic do porte, após a intervenção cirúrgica para o myelopathy spondylotic cervical. SUMÁRIO DE DADOS DO FUNDO: A doença espinal cervical Degenerative é uma desordem comum, com algum formulário do spondylosis demonstrado radiogràfica em mais de 80% daqueles mais velha de 55 anos. O spasticity de determinação, a força, e o porte normativos dos dados objetivos pre- e postoperative não existem. MÉTODOS: Uma mulher dos anos de idade 65 submeteu-se a discectomy C2-C3 cervical anterior e à fusão para o myelopathy progressivo secundário a um spondylosis e a um herniation do disco. A medida para o spasticity e a força nos tornozelos e os cotovelos e uma análise do porte foram coletadas antes da cirurgia e em 11 3 e 6 meses dos dias, após a cirurgia. O Spasticity e a força foram avaliados usando um dinamômetro, e um sistema video da seis-câmera foi usado para gravar o porte. RESULTADOS: O spasticity esquerdo pré-operativo da flexor do cotovelo era mais de 10 vezes maior do que os valores para os corpos capazes. Foi reduzido aos níveis normais após a cirurgia. A fraqueza substancial do presurgery estava atual nas flexores e nos extensor do cotovelo bilateral. A força do extensor do cotovelo estava a níveis do capaz-corpo após a cirurgia. A velocidade do porte era 57% do nível do capaz-corpo antes da cirurgia e 78% do nível do capaz-corpo 6 meses após a cirurgia. CONCLUSÕES: Este estudo de caso demonstrou o papel da biomecânica em caracterizar os prejuízos associados com o spondylosis cervical e sua intervenção cirúrgica. As medidas para o spasticity, a força, e o porte tomado antes e depois da cirurgia indicaram um resultado favorável. Este relatório fornece uma fundação para o uso continuado de métodos biomecânicos às mudanças da medida na função e nos prejuízos associados com a intervenção cirúrgica de desordens cervicais da espinha. ( info)

40/157. neuropatia Vincristine-induzida como a apresentação inicial da doença do charcot-marie-dente na leucemia lymphoblastic aguda: um estudo pediatra do grupo da oncologia.

    FINALIDADE: Após a neurotoxicidade periférica profunda durante a quimioterapia de indução para a leucemia lymphoblastic aguda (TUDO) no paciente do índice com neuropatia hereditária do Charcot-Marie-dente (CMT), os coordenadores do estudo da linha da frente pediatra do grupo da oncologia (POG) TODOS OS protocolos reviram registos pacientes para identificar todos os outros pacientes com CMT possível. O objetivo era fornecer a informação preliminar sobre pacientes os CMT undiagnosed que desenvolvem TUDO. pacientes E MÉTODOS: Cinco crianças com TUDO que foi registrado no B-precursor ou no T-cell de POG TODOS OS protocolos de 1994 a 1999 foram determinadas subseqüentemente ter a neuropatia hereditária de CMT. Seus apresentações e registros clínicos do tratamento foram revistos em detalhe. Os registros de todos os pacientes entraram em POG 9201 (pouco-risco TODO) foram revistos para identificar todos os casos da toxicidade significativa do vincristine notável nos primeiros 6 meses do tratamento. RESULTADOS: Os cinco identificaram pacientes que todos tiveram a neurotoxicidade periférica substancial que exigiu a alteração no tratamento e/ou na avaliação e na continuação terapia ortopédica/física. A revisão de POG 9201 identificou 25 de 686 pacientes (3.6%) com neuropatia periférica significativa. Três de 25 foram diagnosticados com CMT; os outro não tiveram nenhum teste relatado. CONCLUSÕES: Uns antecedentes familiares de CMT ou da outra neuropatia periférica devem ser procurados na altura do diagnóstico de TUDO. Testar para CMT deve ser considerado em toda a criança com neurotoxicidade periférica vincristine-induzida substancial. O tratamento de tais pacientes deve ser particularizado. O teste de todos os pacientes com neuropatia periférica significativa seria necessário para determinar a porcentagem de tal neuropatia explicada por CMT sendo a base. ( info)
(Traduzidos do inglês com Altavista Babel Fish)<- Anterior || Próximo ->


Deixa uma mensagem sobre 'transtornos neurológicos da marcha'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.