FAQ - Doenças do Tecido Conjuntivo
(Powered by Yahoo! Answers)

Tive febre avitaminosa e enviaram me para uma consulta de infectocontagiosa. Porque? Qual o perigo desta doenç


desculpe mas tal febre não existe, por favor envie mais detalhes, p que possamos esclarece-la adequadamente, e um infectologista cuida de patologias infecciosas, mas sem m ais detalhes fica dificil...bjs aguardomais detalhes
OBS a letra a e um sufixo de negação ou seja avitaminose seria o mesmo que sem vitaminas e ninguem tem febre por isso, então investigue e se necessario solicite ao profissional que fez o diagnosticomais informaçõea saiba que isto é um DIREITO seu  (+ info)

passo uma semana de cada mes com raciocinio mais lento.isso acontece depois do periodo menstrual. é uma doenç


Quem sabe voce tenha um pouco de depre por causa do hormônio, e isso faça com que voce tenha o pensamento mais lento.  (+ info)

QUAL O TRATAMENTO PARA OLHOS SALTADOS E INFLAMAÇÃO DA CONJUNTIVA EM PACIENTE COM PROBLEMAS NA TIROIDE?


O tratamento par conjuntivite deve ser feito por um profissional de oftalmologia, pois ele tem que diagnosticar a causa da inflamação. Sobre os olhos saltados é um sintoma comum do hipertireoidismo, pois o aumento do T3 e T4, alem de outros transtornos provoca proteólise (degradação de proteína) nesse caso da musculatura estriada esquelética que "seguram" o globo ocular, a musculatura fica flácida e o olho "salta" para frente. deve ser trtado com medcamentos que diminuam a quantidade de T3 e T4 no organismo.  (+ info)

Alguém conhece alguma clinica odontologica em BH que faz transplante de conjuntiva?


Estou com pterígio e procuro por uma clinica que faz este tipo de cirurgia
eu quis dizer oftamologógica
----------

Se alguma clínica ODONTOLÓGICA estiver fazendo isso, aí em BH, fuja dela! É roubada! Eles podem, no máximo, fazer pequenas cirurgias odontológicas! Por ex. extrair um dente!  (+ info)

Tem como fαzer exαme de sαngue sem α compαniα dos pαis ?


→ oi, queriα sαber se poderiα fαzer um exαme sem α compαniα dos pαis ? nαo e nαdα sobre grαvidez, queriα sαber se meu corpo estα sαudαvel, ve se nαo tem algo errαdo, como doencα !
αlguem possα me αjudαr α responder essα perguntα ?


muito obrigαdα (o) !
----------

Se vc for me menor não tem problema vc ir sem seus pais, só que vc vai ter que levar outra pessoa de mais não necesariamente seus pais
ah não ser se vc for pagar o exame em dinheiro sem usar cartão ou cheques ai pode fazer sim custa em media uns 30,00 reais

Boa sorte  (+ info)

Como é feito o transplante de conjuntiva?


Queria fazer um transplante de conjuntiva para cobrir uma melanose conjuntival enorme que tenho no olho esquerdo, apenas por motivos estéticos, queria saber como é o procedimento.
----------

TRANSPLANTE DE CONJUNTIVA
.............................................................................................................................
Apresentamos aqui uma atualização sobre o transplante de conjuntiva, tanto em relação à sua técnica cirúrgica como em relação às indicações para o pterígio, tumores conjuntivais, úlceras vernais, ceratoconjuntivite límbica superior e necrose conjuntival de fístula glaucomatosa.

O transplante de conjuntiva tem se tornado um procedimento cada vez mais utilizado devido à sua comprovada eficácia para diversas situações, com baixíssimos índices de complicações. O transplante de conjuntiva pode ser acompanhado de transplante de limbo ou não, conforme o caso. Abordaremos aqui somente o transplante de conjuntiva sem o de limbo, pois este último será abordado em outro capítulo específico.

Quando a patologia for unilateral e houver conjuntiva sadia no mesmo olho ou no olho contra-lateral, o transplante autólogo, portanto, de conjuntiva deverá ser realizado. Quando, no entanto, não houver disponibilidade de sítio conjuntival doador saudável do paciente receptor, doador HLA-compatível deverá ser utilizado, sem necessidade de imunosupressão sistêmica.

O transplante de conjuntiva está indicado nas seguintes situações:

Pterígio

Sabe-se que a recorrência do pterígio após exérese simples é alta, sendo relatada em até 88% dos casos 1. Diversos procedimentos têm sido associados à exérese simples do pterígio para reduzir esta alta recorrência, tais como o uso de beta-terapia, mitomicina-C, oncotiotepa, membrana amniótica e transplante de conjuntiva.

O uso isolado de membrana amniótica reduz a recorrência do pterígio em relação à exérese simples para 10,9% a 37,5%, ainda maior que o transplante autólogo de conjuntiva 2. Todos os outros procedimentos acima reduzem drasticamente o índice de recorrência do pterígio para uma média de 5% a 10% 2, 3. Entretanto, a incidência de complicações associadas ao uso de irradiação por beta-terapia e uso de substâncias anti-fibroblásticas (como a mitomicina-C e oncotiotepa), principalmente necrose escleral tardia, têm sido relativamente freqüentes, com índices que chegam a 10% após 10 anos da cirurgia 4.

Como o transplante autólogo de conjuntiva reduz também a taxa de recorrência do pterígio para níveis semelhantes às do uso de beta-terapia e de agentes anti-fibroblásticos, sem as complicações graves da necrose escleral 5, 6, utiliza-se esta técnica cada vez mais de rotina, tanto para pterígios primários como recidivados.

A técnica que utilizamos é a proposta por Kenyon e cols 5, com algumas modificações:
- Anestesia sub-conjuntival na maioria dos casos, exceto nos casos de muitas recidivas com simbléfaro e/ou aderência no reto medial, onde utilizamos o bloqueio peri-bulbar;
- Iniciamos o isolamento do pterígio por seu corpo, por planos abaixo da conjuntiva, com 2 ganchos de estrabismo, para afastar o pterígio do reto medial; não há necessidade de cauterização na grande maioria das vezes. A cauterização excessiva pode proporcionar necrose escleral e dificuldade no processo cicatricial do transplante de conjuntiva;
- Removemos a cabeça do pterígio da córnea com cuidadosa dissecção superficial com lâmina 15 ou ceratótomo para trabeculectomia e esponja de celulose, com a córnea seca;
- A conjuntiva doadora é preparada com dissecção a mão livre, deixando-se a cápsula de Tenon subjacente, do mesmo olho ou olho contra-lateral quando há um comprometimento muito grande do olho receptor; não há necessidade de suturarmos a conjuntiva desta região;
- Preferimos o quadrante temporal inferior para a obtenção da conjuntiva doadora, para pouparmos a conjuntiva superior caso o paciente necessite no futuro cirurgia anti-glaucomatosa por exemplo. Não vemos a necessidade de levarmos o limbo desta região para a região receptora, pois julgamos que o pterígio não é uma deficiência límbica.
- Suturamos o enxerto na região onde o pterígio foi retirado com sutura isolada de VicrylÒ 8.0;
- O pós-operatório necessita de colírio de associação de corticóide e antibiótico de 3/3h nos primeiros 10 dias, pois é comum o edema do enxerto e da cápsula de Tenon da região doadora. A utilização de corticóide tópico em pequenas doses pode levar ao aparecimento de formação granulomatosa na região doadora.7

Tumores conjuntivais
Quando, após a ressecção de tumores conjuntivais e/ou límbicos, a área de exposição escleral for muito grande, colocamos um transplante autólogo de conjuntiva seguindo-se a mesma técnica descrita acima. Quando o comprometimento límbico for maior que 180o, sugerimos o uso concomitante de transplante de limbo para evitar a indução de deficiência límbica pela exérese do tumor. 8

Úlcera vernal
Várias são as opções de tratamento cirúrgico existentes para a úlcera em escudo da ceratoconjuntivite vernal, quando esta não responde a tratamento clínico, quais sejam, exérese das papilas do tarso superior, crioterapia, transplante d  (+ info)

Tenho espondilite anquilosante mas estou no INSS p outra doenca. Posso entrar novam pois esta doenca aposenta?


Já estou em auxilio doença no INSS por dois anos, pela doença Retocolite Ulcerativa . Minha dúvida é se posso apresentar laudos e novo CID desta outra doença , pois ouvi falar q esta doenç (Espondilite Anquilosante) aposenta por invalidez . Isto procede?
----------

Amiga , poder pode , mas é improvavel que voce tenha espondilite anquilosante , por que essa doenca é incomum em mulheres. Muitas pessoas confundem o laudo ANQUILOSE ESPONDILOSA ou ESPONDILOANQUILOSE com ESPONDILITE ANQUILOSANTE , o que não é a mesma coisa. Ha , mas voce tm RCU... existe relacao enre RCU e espondilite anquilosante, é , pode ser que voce tenha sido sorteada... Pode sim .  (+ info)

É POSSIVEL O OLHO VOLTAR E FICAR BRANQUINHO A CONJUNTIVA AFETADA POR PTERIGIO?


RETIREI O PTERIGIO , TEM 3 MESES, AINDA ESTA UM POUCO VERMELHO, É POSSIVEL MEU OLHO FICAR BRANQUINHO SEM ESSE VERMELHO QUE FICOU NO PÓS CIRURGICO, TEM 3 MESES DE OPERADO COM A TECNICA ROTAÇÃO DE RETALHO.;
----------

Acredito que ainda esteja cicatrizando e logo seus olhos fikaram branco de novo talvez nao possa usar colirio seja um processo de cicatrizaçao do olho mesmo, so te resta a esperar, mas pode comentar com o medico sim quanto tempo demora.
bjs  (+ info)

A Pomada " TROMBOFOB" seria um bom tratamento para cicatrizes de espinhas?


`E que atualmente terminei com um tratamento de espinhas só que fiquei com muitas cicatrizes do sol ( aqueles pontinhos escuros) e tenho aqui na minha casa uma pomada bastante utilizada para cicatrizar tecido conjuntivo ( mais profundo) será que seria uma boa solução independente ?


Obrigado !

:p


OBS: Eu sei que o ideal é procurar um dermatologista porém tô meio sem grana agora sabe !

:(
----------

depende do seu caso.  (+ info)

Se você não quisesse, mas seu médico dissesse ser necessário, você realizaria a circuncisão?


Eu tenho pele do prepúcio, logo abaixo da glande, muito sensível, e às vezes fica avermelhada, dolorida e, periodicamente, infeccionada. Já fui em três médicos diferentes, até que acabei desistindo, pois os três disseram a mesma coisa: querem me circuncidar, dizendo que vai resolver o problema. Mas eu não quero de jeito nenhum, justamente porque para mim, o clímax do prazer é poder puxar a pele do prepúcio e sentir o atrito com a glande. Está tudo concentrado ali, naquele vai e vem do prepúcio sobre a glande. Se eu ficar sem isso, tenho a impressão que o sexo ou a masturbação será sem graça e que perderei 50% do prazer sexual. O que vcs fariam, ou aconselhariam? Conviver com uma infecção periódica e sem muita importância, mas continuar tendo muito prazer? Ou renunciar parte do prazer apenas pra não gastar uma fortuna com pomadinha anti-inflamatória? Hoje em dia, será que é praxe médica circuncidar sem tentar outras formas de resolver o problema? Pois os médicos que falei foram muito incisivos: vamos circuncidar, que melhora. Um deles já queria me internar no mesmo dia. Quem tem conjuntivite ou laringite, arranca o tecido conjuntivo ou a garganta pra se livrar da infecção? Muitos irão dizer: Não, mas a laringe ou o tecido conjuntivo são necessários para o organismo. Pra esses eu digo: eu também preciso do meu prepúcio, e muito... agradeço a quem puder dar opiniões. Abraços
----------

faça o que o medico mandou, eles estudaram para isso.  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Doenças do Tecido Conjuntivo'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.