FAQ - Galactorreia
(Powered by Yahoo! Answers)

queria saber se é normal os seios produzirem leite sem se estar grávida?


isso está acontecendo comigo há quase um ano, tem mês que não acontece nada, tem mês que qualquer apertão faz jorrar leite do mamilo, às vezes sinto dores e inchaço nos seios...queria saber se isso acontece com frequencia ou se devo procurar urgente um médico?
----------

Isso se chama galactorréia, não tem absolutamente nada a ver com cancer de mama. A secreção que drena no caso de cancer de mama, vai de translúcida a marrom escuro, com odor forte ou não e a sua como vc disse, é leite(com certeza vc saberia diferenciar leite de outro tipo de secreção), e se vc falou que esta com esse problema só mais de um ano, só pode ser galactorréia mesmo, bem característico.
A galactorréia (secreção aumenteda de leite) é causada por problemas hormonais, é comum tb em meninas recém nascidas, elas recebem hormônios maternos no útero e ao nascer esse recebimento é bruscamente interrompido, dai a própria criança vai ter que começar a produzir os próprios hormônios, até lá acontece um desequilíbrioo podendo ocorrer a galactorréia e até mesmo menstruação.

Procure um ginecologista que ele poderá te ajudar a resolver o problema .

http://www.portaldeginecologia.com.br/modules.php?name=News&file=print&sid=52

Leia esse link, nelle fala mais do seu problema.


bjs e feliz natal !  (+ info)

quando sai liquido do seio da mulher o q significa me ajudem?


obriga a todos que poder responderem o mais rapido possivel
----------

Se vc nao estiver gravida,pode ser alteração hormonal,as veses sutiãs muito apertados causam isso também ou ate uma infecção mamaria,mas creio q nao seja nada demais,mas e sempre bom consultar um ginecologista !!
Leia:
Num auto-exame das mamas, realizado pela paciente ela se depara com a presença de leite, ou colostro na expresão mamária. Ela conclui inicialmente que não esta grávida, não está amamentando e também não está no puerpério, não está fazendo uso de anticoncepcionais.
Qual a causa desta secreção mamária?
Podemos definir que galactórréia é a secreção de leite ou colostro fora do ciclo grávido-puerperal.

E esta galactórreia é proveniente pelo aumento dos níveis de Prolactina, que é um hormônio secretado pela adeno-hipofise. E este hormônio é inibido pelo PIF(fator inibidor de prolactina).
A prolactina é secretado em ritmo circadiano, alcançando seu níveis mais elevados durante o sono,na fase luteiua do ciclo menstrual e no período reprodutivo da mulher.
Fatores que aumentam o nível de prolactina, levando a hiperprolactemia e galactorréia.  (+ info)

O anticoncpcional Level deixa a pessoa nervosa?


Todos os contraceptivos podem causar entre outras reações, ataque ao sistema nervoso, devido à quantidade de hormônio.


Reações adversas / Efeitos colaterais de Level
Foram associadas ao tratamento com estrógeno e/ou progestágeno as seguintes reações: náuseas, vômitos, sangramento intermenstrual, dismenorréia, tensão mamária, cefaléia, enxaqueca, nervosismo, depressão, alterações da libido, edemas e moléstias varicosas. Muito raramente foram relatados: cloasma, gastrite, alopécia, secreção vaginal, aumento do apetite, erupção cutânea, sintomas androgênicos, amenorréia, galactorréia, mastopatia, insônia, cansaço, intolerância a lente de contato, alterações de secreção cervical, coréia, hirsutismo e porfíria foram relatadas, porém carecem de confirmação. Hemorragias intermenstruais podem ocorrer com maior probabilidade durante os primeiros ciclos de uso. Em todos os casos de sangramento genital irregular, causas não funcionais devem ser descartadas.  (+ info)

risperidon tira o animos das pessoas de fazer as coisas?


queria saber se as pessoas que tomam risperidon tem o mesmo problemas de tirar o animo ou melhor vontade de nao fazer nada. desde ja agradeço a todos.
----------

Os efeitos colaterais mais comuns são: insônia, náusea, ansiedade, tontura, hipotensão, rigidez muscular, dor muscular, sedação, tremores, aumento da salivação, aumento de peso (no tratamento a longo prazo), desordem extrapiramidal (movimentos involuntários), dor de cabeça, rinite - inflamação da membrana da mucosa nasal, síncope, arritmia cardíaca, galactorréia, ginecomastia - desenvolvimento excessivo da glândula mamária no homem, amenorréia, menorragia, disfunções ejaculatória e eréctil.

Espero que as informações sejam úteis  (+ info)

gostaria de saber melhor sobre efeitos colaterais sobre medicamento risperidona?


eu tenho um filho de 3 anos e 5 meses com autismo? asperger? e o neuro receitou o medicamento risperidona, gostaria de saber como age esse medicamento em pacientes com autismo e efeitos colaterais.
----------

Alguns estudos verificaram melhoras significativas c/ relação autismo infantil e uso de risperidona:
Purdon descreve melhora clínica com referência à atenção, aos pensamentos e aos comportamentos repetitivos, em adultos portadores de Autismo Infantil e retardo mental tratados com risperidona. McDougle observou melhoras significativas nas relações sociais, pensamentos, comportamentos repetitivos e agressividade, melhoras estas mantidas por um período mínimo de um ano. Simeon também relata melhora significativa com a risperidona em dose de 1 mg/dia nos sintomas do Autismo Infantil. Fisman referiu melhora do comportamento e dos sintomas de anorexia nervosa no Autismo Infantil.
Fisman e Steele relataram uma série de casos de Autismo Infantil tratados com risperidona e descreveram melhora clínica em 93% dos pacientes. Realça a redução do comportamento disruptivo, da agitação e da ansiedade, bem como a melhora da conscientização social, da concentração e dos sintomas obsessivos. Hardan publicou os resultados de uma experiência clínica com risperidona em crianças e adolescentes com retardo mental e/ou transtornos do desenvolvimento. A melhora observada foi predominante nos comportamentos mal-adaptativos, tais como a hiperatividade, agressividade, comportamentos de oposição, impulsividade, comportamento autolesivo e acessos de agressividade.

Risperidona:neurolépticos Atípicos parece ter incidência bem mais baixa de efeitos colaterais que os neurolépticos típicos.
Efeitos colaterais comuns à risperidona são insônia, agitação, sedação, tontura, rinite, hipotensão, ganho de peso e distúrbios menstruais. Galactorréia pode estar presente. Há relatos de síndrome neuroléptica maligna.

Amiga dá uma olhadinha neste links aqui:

http://gballone.sites.uol.com.br/trats/autism.html

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462000000500013&script=sci_arttext

e tbm procure no google como autismo infantil e resperidona
e~não esqueça sempre que tiver dúvidas procure o médico ele pode/deve sanar suas dúvidas.

Espero ter ajudado
Bjos  (+ info)

Está saindo liquido dos meus seios, mas não estou grávida! Será que isso é normal?


Me respondam
----------

Eu ja tive ,era galactorreia é como se fosse leite materno,foi tratado com ginecologista e é de fundo emocional.  (+ info)

pq sai secresão dos seios de uma garota q nunca teve filhos e não está gravida?


conheço uma moça que está com esses sintomas há algum tempo, ela diz sair um liquido parecido com leite e em pouca quantidade dos seus seios ela pensava que estava grávida mas os teste deram negativo. o tempo passou e esse sintoma ainda continua, lembrando que ela nunca teve filhos.
----------

Ela precisa procurar um médico,pois pode ser:
Hiperprolactinemia ou Prolactina Alta - Trata-se do excesso de produção do hormônio Prolactina. A dosagem do hormônio prolactina deve ser realizada em todas as mulheres não grávidas nem amamentando que apresentarem galactorréia (presença de leite), distúrbio menstrual ou infertilidade.
CAUSAS:

Fisiológicas - Esse hormônio fica elevado durante o sono e também em função de exposição a estresse ou a exercícios.

Farmacológicas (devido a medicamentos)
Inúmeros medicamentos podem aumentar a prolactina, dentre eles os antipsicóticos, os antieméticos, os anti depressivos, a ranitidina e a cimetidina, os opiáceos, os antihipertensivos, osestrogênioss (o que inclui alguns anti concepcionais), dentre outrosincluindodo drogas de uso ilícito

Patolóticas:Doenças Sistêmicas:
Hipotiroidismo:
Síndrome dos ovários policísticos:
Insuficiência Adrenal Primária
Outras: falência renal; cirrose; lesões irritativas da parece torácica como as causadas por herpes zóster, toracotomia, mastectomia e queimaduras; eplepsia e lesões do cordão medular.

TRATAMENTOS

O tratamento visa normalizar os níveis de prolactina e no caso de prolactinomas também diminuir ou estabilizar o tamanho do tumor.

O tratamento é quase sempre através do uso de medicamentos, como a cabergolina (Dostinex) e a bromocriptina (Parlodel). Existindo também em casos específicos a cirurgia hipofisária e radioterapia  (+ info)

Como posso diferenciar sintomas de menstruação com os de gravidez?


Transei com coito interrompido, falta 1 dia pra minha menstruação descer e tenho dores nos seios, tenho passado por momentos difíceis e talvez por isso tenho tido muio enjôo,ontem briguei com meu namorado e chorei tanto que passei mal, de madrugada vomitei, naum tenho vontade de comer e o cheiro da comida me embrulha o estômago, o q seria?
----------

sintomas de gravidez:
· amenorréia: ausência de menstruação. Outras causas possíveis: ganho ou perda de peso, problemas hormonais, tensão, estresse, interrupção do uso de pílulas ou injeções anticoncepcionais.

· mal-estar matinal: náuseas e enjôos, geralmente pela manhã, mas que às vezes duram o dia todo. Acredita-se que seja causado pelo nível elevado da gonadotropina coriônica humana (hCG) no sangue, o alongamento rápido dos músculos uterinos, o excesso de ácido no estômago e uma apuração no olfato. O mal-estar matinal geralmente começa de duas a oito semanas após a concepção. Outras causas possíveis: intoxicação alimentar, tensão, infecção, doença da vesícula biliar e outras doenças.

· sensibilidade e inchaço nas mamas: causados por um aumento nos níveis de estrógeno e progesterona. Raramente, a condição é acompanhada de uma secreção dos mamilos (galactorréia). A sensibilidade das mamas geralmente começa alguns dias depois da concepção. Outras causas possíveis: pílulas anticoncepcionais, início da menstruação, mamas fibrocísticas.

· escurecimento das aréolas, a pele ao redor dos mamilos. As protuberâncias das aréolas (denominadas tubérculos de Montgomery) podem ficar mais proeminentes. Essas alterações ocorrem gradualmente durante as primeiras semanas de gestação, à medida que as mamas se preparam para produzir leite. Outras causas possíveis: desequilíbrio hormonal, gestação anterior, bronzeamento, alterações físicas da puberdade.

· desejos alimentares: causados por alterações hormonais no corpo. Os desejos alimentares costumam ocorrer durante o primeiro trimestre. Outras causas possíveis: dieta insuficiente, estresse, início da menstruação (TPM).

· micção freqüente: causada por um aumento no volume de fluidos corporais e pela pressão do útero em crescimento. Geralmente tem início de seis a oito semanas após a concepção. Outras causas possíveis: infecção do trato urinário, diuréticos, tensão, diabetes, ingestão excessiva de líquidos.

· fadiga: causada pelos níveis elevados do hormônio progesterona e pelo aumento no uso de energia à medida que o feto se desenvolve. Geralmente aparece durante o primeiro trimestre. Outras causas possíveis: tensão, estresse, depressão, dieta insuficiente, gripe, falta de exercício, sono ruim ou falta de sono.

· sangramento: pequenas gotas de sangue de cor rosa ou marrom, às vezes acompanhadas por cólicas estomacais. Causado pela implantação do óvulo no revestimento endometrial. Geralmente ocorre cerca de uma semana depois da ovulação. Outras causas possíveis: início da menstruação, sangramento comum entre os ciclos de ingestão de pílulas anticoncepcionais.

O que devo fazer? (Tratamento)
Faça um teste de gravidez. Estes são os diferentes tipos:

· teste de gravidez caseiro: a maioria destes testes consegue determinar se a mulher está grávida logo no primeiro dia de atraso menstrual (cerca de 14 dias após a concepção). Eles detectam a hCG na urina. Os resultados ficam prontos em cinco minutos. Se o teste indicar que você está grávida, entre em contato com seu médico o mais rápido possível para fazer um exame físico. Os testes de gravidez caseiros são bastante precisos, mas não são infalíveis. Se o teste der negativo e você ainda tiver com sintomas de gravidez, entre em contato com seu médico.

· exame laboratorial: esse exame determina se a mulher está grávida de sete a dez dias depois da concepção. Ele também detecta a hCG na urina. É preciso ir a um consultório médico ou laboratório para fazer esse exame. Os resultados ficam prontos em alguns minutos se o exame for feito no consultório médico. Se for feito em um laboratório, os resultados ficarão prontos no dia seguinte ao da realização do exame. A precisão é de aproximadamente 100%.

· exame de sangue: esse exame determina se a mulher está grávida uma semana depois da concepção. Ele avalia a presença de hCG no sangue. É necessário ir a um consultório médico ou laboratório para fazer esse exame, e os resultados ficam prontos no dia seguinte ao da realização do exame. A precisão é de praticamente 100%.

Se algum desses testes der positivo, seu médico irá fazer um exame do abdome, útero e colo uterino. A dilatação do útero e do abdome, assim como a suavização do colo uterino, são outros fortes indícios de gravidez. A prova definitiva acontece quando o médico consegue visualizar o feto com o auxílio de ultra-som (de quatro a seis semanas depois da concepção) e consegue ouvir o batimento cardíaco do feto com o auxílio de um instrumento manual denominado Doptone (cerca de 10 ou 12 semanas após a concepção).

Com a confirmação da gravidez, o médico irá fazer um programa de visitas pré-natais para avaliar o seu bem-estar e o do bebê ao longo de toda a gestação.

Sintomas de Menstruação:
depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos;
ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;
fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;
raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;
diminuição do interesse pelas atividades habituais;
sensação de dificuldade de concentração;
cansaço, fadiga fácil, falta de energia;
acentuada alteração do apetite;
distúrbios do sono;
sensação de estar fora do próprio controle;
inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;
dor de cabeça;
dores musculares;
ganho de peso ou sensação de inchaço;


Da pra vc perceber que os sintomas são bem parecidos, no entanto somente uma confirmação médica para tirar sua dúvida. Mas seja o que for desejo tudo de bom pra vc, fique com Deus. Um abraço.  (+ info)

"flutamida", que tipo de remédio é esse ? é indicado pra q ?


FLUTAMIDA
A+ A- Alterar tamanho da letra - Composição
cada comprimido contém: flutamida: 250 mg eexcipientes q.s.p: 1 comprimido (povidona, lactose, amido de milho, laurilsulfato de sódio, celulose microcristalina, crospovidona, sílica coloidal, estearato de magnésio).

- Posologia e Administração
a dose recomendada como monoterapia ou em associação é de 250 mg três vezes ao dia, após as refeições. É recomendável iniciar o tratamento com flutamida 24 horas antes da administração do agonista LH-RH. - Superdosagem: não se conhece a dose letal do medicamento nem a dose que provoca efeitos de intoxicação. A diálise pode ser útil para o tratamento da superdosagem porque a flutamida apresenta alta ligação às proteínas plasmáticas. Se a emese espontânea não ocorrer e o paciente estiver consciente, deve-se induzi-la. Devem ser tomadas as medidas gerais de suporte.

- Precauções
lesão hepática: recomenda-se a realização periódica de exames laboratoriais de função hepática, devido à possibilidade de ocorrência de alterações nas transaminases, icterícia colestática, necrose hepática e encefalopatia. Caso ocorram sinais de alterações da função hepática (urina escura, prurido, anorexia persistente, icterícia, dor abdominal no quadrante superior direito, ou sintomas gripais inexplicáveis) é necessário realizar os testes adequados. Se o paciente apresentar evidência de lesão hepática ou icterícia, desde que não causados por metástase hepática (comprovado por meio de biópsia), deve-se diminuir a dosagem administrada ou suspender o tratamento. Normalmente, as alterações hepáticas observadas são reversíveis após interrupção do tratamento com flutamida, no entanto foram observados casos fatais após a interrupção da administração. Interações medicamentosas: foi observado um aumento do tempo de protrombina quando a flutamida é administrada junto com a varfarina e, neste caso, recomenda-se uma monitorização adequada do tempo de protrombina.

- Reações adversas
monoterapia: freqüentemente, observa-se ginecomastia e sensibilidade mamária aumentada. Também pode ocorrer galactorréia. Estes efeitos colaterais são dose-dependentes. Na maior parte dos pacientes tratados com flutamida, a libido e a virilidade são preservadas. Em raros casos pode ocorrer redução da produção de esperma. O potencial de interferência no sistema cardiovascular apresentado pela flutamida é baixo quando comparado ao DES (dietilestilbestrol). Efeitos colaterais observados com menor freqüência: diarréia, náuseas, vômitos, aumento do apetite, insônia, cansaço, disfunção hepática temporária e hepatite. Efeitos colaterais observados raramente: diminuição da libido, anorexia, dor epigástrica, pirose, constipação, edema, equimoses, herpes-zóster, cefaléia, prurido, síndrome similar ao lúpus, tonteira, fraqueza, mal-estar, visão turva, sede, dor torácica, ansiedade, depressão, linfedema e diminuição na contagem de espermatozóides. Terapia combinada: foram observados com maior freqüência na terapia combinada com LH-RH: ondas de calor, diminuição da libido, impotência, diarréia, náuseas e vômitos. Estes sintomas (exceto diarréia) ocorrem na mesma freqüência com o uso isolado do agonista LH-RH. Na terapia combinada, observa-se que a incidência de ginecomastia é menor do que na monoterapia, atingindo níveis semelhantes aos obtidos com placebo. Raramente, foram observados casos de anemia, leucopenia, irritação e erupção no local da injeção, edema, sintomas geniturinários, hipertensão, efeitos adversos ligados ao sistema nervoso central (depressão, sonolência, confusão, ansiedade, nervosismo) e trombocitopenia. Outros efeitos colaterais: anemia hemolítica, anemia macrocítica, meta-hemoglobulinemia, reações de fotossensibilidade, incluindo eritema, ulcerações, erupções vesiculares, necrólise epidérmica, alteração da cor da urina para âmbar ou verde-amarelada (que pode ser causada pela flutamida e seus metabólitos). Foram observadas icterícia colestática, encefalopatia hepática e necrose hepática. As alterações hepáticas são normalmente reversíveis após a interrupção da terapia ou diminuição da dose; no entanto, foram observados casos fatais após a interrupção do tratamento. As alterações laboratoriais observadas normalmente incluem modificação da função hepática, elevação da uréia sérica e, raramente, elevação da creatinina sérica. Há dois relatos de ocorrência de neoplasia maligna de mama em pacientes fazendo uso de flutamida.

- Contra-Indicações
hipersensibilidade à flutamida ou a qualquer dos ingredientes do comprimido; insuficiência hepática. A administração de flutamida não é indicada para crianças. Gravidez e lactação: a Flutamida está indicada somente para administração em pacientes do sexo masculino. Não foram realizados estudos em mulheres grávidas ou lactantes. É possível que a flutamida cause danos ao feto se administrada a mulheres grávidas e que seja excretada no leite.

- Indicações
Flutamida está indicada somente para administração em adultos do sexo masculino. A flutamida está indicada como monoterapia (com ou sem orquiectomia) ou em combinação com um agonista LH-RH no tratamento do câncer avançado de próstata em pacientes não tratados previamente ou naqueles que não responderam ou se tornaram refratários à manipulação hormonal. Flutamida também pode ser utilizada na redução do volume, aumento do controle do tumor e prolongamento do tempo livre da doença, como componente de esquema terapêutico do tratamento de câncer de próstata localizado em estágio B2 e C (T2b-T4).

- Apresentação
caixa com 20 comprimidos.


- Laboratório

Asta Médica Ltda.
Rua Santo Antônio, 184 - 19º And
São Paulo/SP - CEP: 01314-900
Tel: 55 (011) 233-6800
Fax: 55 (011) 606-4549
Site: http://www.astamedica.com.br/

  (+ info)

Niveis altos de prolactina.?


Prolactina.
Tenho prolactina elevada e ainda tenho ginecomastia com galactorreia aos 18 anos. Minha endócrino pediu pra mim fazer uma ressonancia. O que isso pode significar ? E durante o período de alta prolactina na minha adolescencia pode ter reduzido a minha produçao de testosterona ? Há possibilidade de ela me indicar uma reposição hormonal ?
----------

tudo o que vc esta falando ai, vc deveria conversar com a medica.
Aqui nao tem medico de plantao.
A medica tem a obrigaçao de explicar tudo direitinho para seus pacientes, e os pacientes devem questionar quanto aos exames e tratamento efetuado pelo medico.
Afinal ela nao deve estar fazendo de graça nao e mesmo.??
Usuarios do yahoo tem a ingenuidade de achar que existe algum medico de plantao aqui para responder as questoes, enquanto que sabemos que essa raça nao faz nada de graça, eles responderiam questoes, enquanto poderiam ganhar dinheiro com uma consulta???  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Galactorreia'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.