FAQ - Galactorreia
(Powered by Yahoo! Answers)

Dúvida : No Primeiro Mês Quais os Sinais de Gravides ?


Eu Acho Que Minha Namorada Está Gravida , Já Faz Uns 25 Dias que To Com Isso Na Cabeça. Não Transamos Apenas Estou Preocupado. Éla Já Tem Enjou Nesses Dias ? Seus Peitos Ja Começam a Doer ? Queria Saber Antes de Esperar sua Próx Mesntruação que Já Tá Por Vir...
----------

Abaixo estão os sintomas mais comuns da gravidez e outras causas possíveis para eles. Se você apresentar cinco ou mais desses sintomas, você pode estar grávida. Contudo, algumas gestantes apresentam apenas alguns desses sintomas, enquanto outras apresentam todos.

· amenorréia: ausência de menstruação. Outras causas possíveis: ganho ou perda de peso, problemas hormonais, tensão, estresse, interrupção do uso de pílulas ou injeções anticoncepcionais.

· mal-estar matinal: náuseas e enjôos, geralmente pela manhã, mas que às vezes duram o dia todo. Acredita-se que seja causado pelo nível elevado da gonadotropina coriônica humana (hCG) no sangue, o alongamento rápido dos músculos uterinos, o excesso de ácido no estômago e uma apuração no olfato. O mal-estar matinal geralmente começa de duas a oito semanas após a concepção. Outras causas possíveis: intoxicação alimentar, tensão, infecção, doença da vesícula biliar e outras doenças.

· sensibilidade e inchaço nas mamas: causados por um aumento nos níveis de estrógeno e progesterona. Raramente, a condição é acompanhada de uma secreção dos mamilos (galactorréia). A sensibilidade das mamas geralmente começa alguns dias depois da concepção. Outras causas possíveis: pílulas anticoncepcionais, início da menstruação, mamas fibrocísticas.

· escurecimento das aréolas, a pele ao redor dos mamilos. As protuberâncias das aréolas (denominadas tubérculos de Montgomery) podem ficar mais proeminentes. Essas alterações ocorrem gradualmente durante as primeiras semanas de gestação, à medida que as mamas se preparam para produzir leite. Outras causas possíveis: desequilíbrio hormonal, gestação anterior, bronzeamento, alterações físicas da puberdade.

· desejos alimentares: causados por alterações hormonais no corpo. Os desejos alimentares costumam ocorrer durante o primeiro trimestre. Outras causas possíveis: dieta insuficiente, estresse, início da menstruação (TPM).

· micção freqüente: causada por um aumento no volume de fluidos corporais e pela pressão do útero em crescimento. Geralmente tem início de seis a oito semanas após a concepção. Outras causas possíveis: infecção do trato urinário, diuréticos, tensão, diabetes, ingestão excessiva de líquidos.

· fadiga: causada pelos níveis elevados do hormônio progesterona e pelo aumento no uso de energia à medida que o feto se desenvolve. Geralmente aparece durante o primeiro trimestre. Outras causas possíveis: tensão, estresse, depressão, dieta insuficiente, gripe, falta de exercício, sono ruim ou falta de sono.

· sangramento: pequenas gotas de sangue de cor rosa ou marrom, às vezes acompanhadas por cólicas estomacais. Causado pela implantação do óvulo no revestimento endometrial. Geralmente ocorre cerca de uma semana depois da ovulação. Outras causas possíveis: início da menstruação, sangramento comum entre os ciclos de ingestão de pílulas anticoncepcionais.

Faça um teste de gravidez. Estes são os diferentes tipos:

· teste de gravidez caseiro: a maioria destes testes consegue determinar se a mulher está grávida logo no primeiro dia de atraso menstrual (cerca de 14 dias após a concepção). Eles detectam a hCG na urina. Os resultados ficam prontos em cinco minutos. Se o teste indicar que você está grávida, entre em contato com seu médico o mais rápido possível para fazer um exame físico. Os testes de gravidez caseiros são bastante precisos, mas não são infalíveis. Se o teste der negativo e você ainda tiver com sintomas de gravidez, entre em contato com seu médico.

· exame laboratorial: esse exame determina se a mulher está grávida de sete a dez dias depois da concepção. Ele também detecta a hCG na urina. É preciso ir a um consultório médico ou laboratório para fazer esse exame. Os resultados ficam prontos em alguns minutos se o exame for feito no consultório médico. Se for feito em um laboratório, os resultados ficarão prontos no dia seguinte ao da realização do exame. A precisão é de aproximadamente 100%.

· exame de sangue: esse exame determina se a mulher está grávida uma semana depois da concepção. Ele avalia a presença de hCG no sangue. É necessário ir a um consultório médico ou laboratório para fazer esse exame, e os resultados ficam prontos no dia seguinte ao da realização do exame. A precisão é de praticamente 100%.

Se algum desses testes der positivo, seu médico irá fazer um exame do abdome, útero e colo uterino. A dilatação do útero e do abdome, assim como a suavização do colo uterino, são outros fortes indícios de gravidez. A prova definitiva acontece quando o médico consegue visualizar o feto com o auxílio de ultra-som (de quatro a seis semanas depois da concepção) e consegue ouvir o batimento cardíaco do feto com o auxílio de um instrumento manual denominado Doptone (cerca de 10 ou 12 semanas após a concepção).

Com a confirmação da gravidez, o médico irá fazer um programa de visitas pré-natais para avaliar o seu bem-estar e o do bebê ao longo de toda a gestação

http://www.jakobi.com.br/sintomasgestacao.htm

Espero ter ajudado!!!  (+ info)

Poderia ser ovarios policisticos? Socorro?


Seguintes sintomas:

-hisurtismo
-galactorreia

19 anos, menstruaçao regular sempre, nunca falta

Pode ser OP ? Como que eh feito o diagnostico??Morro de medo de medicos/exames!

Ai que vergonha que eu estou! Socorrooo, estou super deprimida com isso.
----------

Amiga, se a sua menstruação é regular, é difícil que seja S.O.P., pois irregularidade e/ou amenorréia são os principais sintomas.
O diagnóstico é feito por meio de uma ultrasonografia, que é um exame muito tranquilo e rápido.
De qualquer maneira, muitas mulheres (assim como eu) possuem a síndrome dos ovários policísticos e não é uma doença séria. Não me atrapalha em nada.
Se realmente for, sua médica te indicará um anticoncepcional ou fará um tratamento, caso você deseje engravidar.
Fica tranquila, tá?  (+ info)

PRODUCAO LEITE SEM GRAVIDEZ?


A minha namorada nao esta gravida, ja fez testes relacionados com a beta hcg, e nem tem problemas relacionados com hormonas, mas ha fases em que ao fazer-lhe a sucção do peito ela consegue deitar algumas gotas de liquido esbranquiçado com um gosto amargo/salgado sem odor... e se ela puxa pelo mamilo deita essa pequenissima quantidade...
Ouvi dizer que ha maes que sem estar gravidas e pondo os filhos a mamar conseguem amamentar... a verdade e que eu lhe estimulo muito o peito durante um tempo ainda considerado, é possivel ela estar a desenvolver galactorreia? A estimulacao do peito pela sucçaõ num largo periodo de tempo e insistentemente pode levar a este acontecimento?
Alguem ja passou por isto com o companheiro/a ou deu de mamar sem estar gravida?
obrigado a quem puder ajudar... :)
----------

olha eu tenho uma amiga q fikou gravida e qnd o bebe nasceu nao teve leite em seu seio e sua amiga mais proxima q nao estava gravida e a ultima filha ja tinha 4 anos ela deu leite e amamentou o filho da amiga dela isso eh verdade aconteceu mesmo acho possivel sim sem estar gravida ter leite no seio  (+ info)

boa noite gente me tirem uma duvida urgente. te um liquido tranparente do meus seios quado aperto?


boa noite gente, tenho 20 anos faz alguns dias que percebo que quando aperto meus seios sair um liquido transparente e quando pego ele e meio pegajoso.
o que sera?
nao tem caroso nao tenho nada nos seios, sera que posso esta gravida e esse e leite?
mas e muito estranho transparente e pegajoso..por favor me respondam
----------

É comum algumas mulheres produzirem uma secreção semelhante a leite mesmo sem estarem grávidas. Isso se chama galactorreia e está associada ao uso de algumas medicações ou a um desbalanço hormonal. Na maioria das vezes, isso é normal e não exige tratamento. Porém, em alguns casos podem ser sinal de doenças importantes.
Outro tipo de líquido transparente que pode sair das mamas é a chamada "secreção em água de rocha", que é um líquido transparente e muito límpido, parecido com água pura. Nesse caso, uma investigação detalhada precisa ser realizada, já que pode ser sinal de câncer de mama.
Sugiro que você procure um médico ginecologista e conte a ele o que está acontecendo. Ele vai poder te examinar e investigar melhor o que está acontecendo.  (+ info)

hormonio tireoestimulante ultra sensivel o meu aumentou quase 100% o q pode ser?


Queria saber mais o pq o meu aumentou tanto e o que pode ser ou causar? agradeço desde já
----------

HIPOTIREOIDISMO

Sinônimos e Nomes populares

Diminuição de funcionamento da tireóide; falta de tireóide, tireóide cansada.

O que é?

Conjunto de sinais e sintomas decorrentes da diminuição dos hormônios da tireóide.

Como se desenvolve?

É um quadro clínico que ocorre pela falta dos hormônios da tireóide em decorrência de diversas doenças da tireóide.

No recém-nascido, as causas mais freqüentes envolvem:

a falta de formação da glândula tireóide (defeitos embrionários)
defeitos hereditários das enzimas que sintetizam os hormônios
doenças e medicamentos utilizados pela mãe que interferem no funcionamento da glândula da filho

Em adultos, a doença pode ser provocada por:

doença auto-imune (tireoidite de Hashimoto)
após cirurgia de retirada da tireóide por bócio nodular ou neoplasia
por medicamentos que interferem na síntese e liberação dos hormônios da tireóide (amiodarona, lítio, iodo)
(mais raramente)por bócio endêmico decorrente de deficiência de iodo na alimentação

O que se sente?

No recém-nascido, ocorre:

choro rouco
hérnia umbelical
constipação
apatia
diminuição de reflexos
pele seca
dificuldade de desenvolvimento

Se o paciente não receber tratamento adequado até a quarta semana de vida, pode ocorrer retardo mental severo, surdez, e retardo no desenvolvimento de peso e altura.

Na criança, a doença pode provocar déficit de crescimento associado à:

pele seca
sonolência
déficit de atenção
constipação
intolerância ao frio
apatia

No adulto, os sintomas são de:

intolerância ao frio
sonolência, constipação
inchumes nas extremidades e nas pálpebras
diminuição de apetite
pequeno ganho de peso
fraqueza muscular
raciocínio lento
depressão
cabelos secos, quebradiços e de crescimento lento
unhas secas, quebradiças e de crescimento lento
queda das pálpebras
queda de cabelos

A doença predomina no sexo feminino, no qual ocorre também irregularidade menstrual, incluindo a cessação das menstruações (amenorréia), infertilidade e galactorréia (aparecimento de leite nas mamas fora do período de gestação e puerpério).

Quando a doença tem causa auto-imune (tireoidite de Hashimoto) pode ocorrer vitiligo e associação com outras moléstias auto-imunes:

endócrinas (diabetes mellitus, insuficiência adrenal, hipoparatireoidismo)
sistêmicas (candidíase, hepatite auto-imune)

Como o médico faz o diagnóstico?

No recém-nascido, deve ser realizada a triagem neonatal através da dosagem de T4 ou TSH em papel filtro. Se essas dosagens forem alteradas, o exame deve ser confirmado com os mesmos procedimentos no sangue e, se alterados, iniciar de imediato o tratamento.

No adulto, o diagnóstico é estabelecido pelas dosagens de T4 e TSH, e se os mesmos estiverem alterados (T4 baixo e TSH elevado), deve ser buscada a causa do problema através da pesquisa de anticorpos antitireoperoxidase (anti-TPO), antimicrossomais ou antitireoglobulina, que demonstrarão a causa auto-imune do distúrbio. Em pacientes com cirurgia prévia, além dos anticorpos, pode ser realizada também a pesquisa do resíduo de tecido tireóideo remanescente através da ultra-sonografia ou da cintilografia de tireóide. Deve ser também analisado o perfil lipídico do paciente, uma vez que ocorre severa dislipidemia associada ao estado de hipotireoidismo.

Como se trata?

O tratamento de todas as formas de hipotireoidismo é realizado com Tiroxina (T4) em doses calculadas de 1,6 a 2,2 microgramas por Kg de peso corporal no adulto e de 3 a 15 microgramas por kg de peso corporal, dependendo da idade do paciente. O controle do tratamento é realizado pela dosagem de TSH, que deve se manter sempre normal. Nos pacientes dislipidêmicos devem ser monitorizados também os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Como se previne?

Os casos que ocorrem após a cirurgia de retirada da tireóide por bócio nodular ou neoplasia podem ser prevenidos através de cirurgia adequada no momento em que a mesma é indicada para o tratamento de bócio. Nas demais situações pode ser realizado um diagnóstico precoce, porém prevenção primária não é disponível.  (+ info)

Prolactina alta? O q pode ser?


Tenho 25 anos, não tenho filhos e fazendo um exame de rotina, minha prolactina deu muito alta, o normal se não me engano é até 20 e o meu deu 51. Todos os demais hormônios estavam normais (LH, estrogenio, progestorona. T4)Mas não tenho qq sintoma (galactorreia, amenorreia, etc) e definitivamente não estou grávida, foi na fase luteal q tirei sangue mesntruei 5 dias após o exame.

Pode ser alguma coisa mais séria msm não tendo sintomas, ou pode ter sido só um evento isolado.

Eu passei muito mal na hora de tirar o sangue, quase desmaie, minha pressão baixou, será q isso pode ter influenciado?

Por favor só responda quem souber de verdade, vou em um endrocirnologista de qq forma, mas é só pra saber se alguém já passou por algo parecido. Obrigada a todos desde já.
----------

Flor! Seu ginecologista é a melhor pessoa pra tirar todas suas duvidas! Por mais corretas as informaçes abaixo, não significa que seja o seu caso! E isso pode deixa la cada vezmais nervosa! Desencadeando outros problemas!
Boa SOrte  (+ info)

O que podem me dizer do medicamento Neuleptil ?


O que vou escrever abaixo, claro, não se trata de nada a seu respeito diretamente, mas servirá muito bem como resposta, conheço algumas suas!... Pois é, a verdade de muito hoje poderá ser outra amanhã, principalmente depois...
(nem me preocupo se negativar minha respostas, conheço sua opinião, mas outros a positivarão!)

Que se um Médico orientar a tomar drogas para saúde mental é um charlatão!
(aliás, primeiro deveria ter sua profissão regulamentada, isto prejudica os que são éticos)

RISCO de glaucoma de ângulo-fechado. - risco de retenção urinária ligada a distúrbios uretroprostáticos. - antecedentes de agranulocitose. - hipersensibilidade ou intolerância ao glúten, devido à presença de amido de milho (glúten) na forma farmacêutica comprimido. - agonistas dopaminérgicos (amantadina, apomorfina, bromocriptina, cabergolina, entacapone, lisurida, pramipexol, ropinirol, pergolida, piribedil, quinagolida), com exceção no caso de pacientes parkinsonianos (ver item Interações Medicamentosas). Relativas: - lactantes (ver itens Gravidez e Amamentação). - álcool. - sultoprida. - levodopa. - agonistas dopaminérgicos (amantadina, apomorfina, bromocriptina, cabergolina, entacapone, lisurida, pergolida, piribedil, pramipexol, quinagolida, ropinirol), no caso de pacientes parkinsonianos.

Distúrbios neurovegetativos: - Hipotensão ortostática. Efeitos anticolinérgicos como secura da boca, constipação e até íleo paralítico (ver item Precauções e Advertências), distúrbios de acomodação, risco de retenção urinária. Alterações neuropsíquicas: • Sedação ou sonolência, mais marcante no início do tratamento. • Indiferença, reações de ansiedade e variação do estado de humor. Com doses mais elevadas: • Discinesias precoces (torcicolos espasmódicos, crises oculógiras, trismo). • Discinesias tardias, que sobrevêm de tratamentos prolongados. Os antiparkinsonianos anticolinérgicos ficam sem ação ou podem provocar agravamento. • Síndrome extrapiramidal: • acinética, com ou sem hipertonia, e cedem parcialmente com antiparkinsonianos anticolinérgicos, • hipercinético-hipertônica, excito-motor, • acatisia. Alterações endócrinas e metabólicas: • hiperprolactinemia: amenorréia, galactorréia, ginecomastia, impotência e frigidez. • ganho de peso. • desrregulação térmica. • hiperglicemia, alteração de tolerância à glicose. Raramente e dose-dependente: Problemas cardíacos: • risco de prolongamento do intervalo QT. Mais raramente e não dose-dependentes: Alterações cutâneas: • Reações cutâneas alérgicas. • Fotossensibilização. Problemas hematológicos: • Agranulocitose excepcional: recomenda-se a realização de hemogramas regularmente. • Leucopenia. Alterações oftalmológicas: • Depósitos acastanhados no segmento anterior do olho devido ao acúmulo do medicamento, em geral sem alterar a visão. Outros problemas observados: • Positivação dos anticorpos antinucleares sem lupus eritematoso clínico. • Síndrome maligna dos neurolépticos (ver item Precauções e Advertências). • Icterícia colestática e lesão hepática, principalmente do tipo colestática ou mista. • Priapismo.


(O Psiquiatra Dr. Varella Jr. poderia dar umas aulinhas, este é sério e competente, não receita drogas para a saúde mental)
http://br.answers.yahoo.com/question/index;_ylt=Arh1cE8dyRABGYxC0HneUi8_DnRG;_ylv=3?qid=20110812195952AA8mn94
Mas não se preocupe, seu amigo JAS virá responder, escolha a resposta dele, tem a ver com seu ponto de vista.
2012 está próximo, já avisei...
.  (+ info)

O que é hipotireoidismo, o que causa e como trata?


O que é?
Conjunto de sinais e sintomas decorrentes da diminuição dos hormônios da tireóide.

Como se desenvolve?
É um quadro clínico que ocorre pela falta dos hormônios da tireóide em decorrência de diversas doenças da tireóide.

No recém-nascido, as causas mais freqüentes envolvem:

* a falta de formação da glândula tireóide (defeitos embrionários)
* defeitos hereditários das enzimas que sintetizam os hormônios
* doenças e medicamentos utilizados pela mãe que interferem no funcionamento da glândula da filho

Em adultos, a doença pode ser provocada por:

* doença auto-imune (tireoidite de Hashimoto)
* após cirurgia de retirada da tireóide por bócio nodular ou neoplasia
* por medicamentos que interferem na síntese e liberação dos hormônios da tireóide (amiodarona, lítio, iodo)
(mais raramente)por bócio endêmico decorrente de deficiência de iodo na alimentação

O que se sente?

No recém-nascido, ocorre:

choro rouco
hérnia umbelical
constipação
apatia
diminuição de reflexos
pele seca
dificuldade de desenvolvimento

Se o paciente não receber tratamento adequado até a quarta semana de vida, pode ocorrer retardo mental severo, surdez, e retardo no desenvolvimento de peso e altura.

Na criança, a doença pode provocar déficit de crescimento associado à:

pele seca
sonolência
déficit de atenção
constipação
intolerância ao frio
apatia

No adulto, os sintomas são de:

intolerância ao frio
sonolência, constipação
inchumes nas extremidades e nas pálpebras
diminuição de apetite
pequeno ganho de peso
fraqueza muscular
raciocínio lento
depressão
cabelos secos, quebradiços e de crescimento lento
unhas secas, quebradiças e de crescimento lento
queda das pálpebras
queda de cabelos

A doença predomina no sexo feminino, no qual ocorre também irregularidade menstrual, incluindo a cessação das menstruações (amenorréia), infertilidade e galactorréia (aparecimento de leite nas mamas fora do período de gestação e puerpério).

Quando a doença tem causa auto-imune (tireoidite de Hashimoto) pode ocorrer vitiligo e associação com outras moléstias auto-imunes:

endócrinas (diabetes mellitus, insuficiência adrenal, hipoparatireoidismo)
sistêmicas (candidíase, hepatite auto-imune)

Como o médico faz o diagnóstico?

No recém-nascido, deve ser realizada a triagem neonatal através da dosagem de T4 ou TSH em papel filtro. Se essas dosagens forem alteradas, o exame deve ser confirmado com os mesmos procedimentos no sangue e, se alterados, iniciar de imediato o tratamento.

No adulto, o diagnóstico é estabelecido pelas dosagens de T4 e TSH, e se os mesmos estiverem alterados (T4 baixo e TSH elevado), deve ser buscada a causa do problema através da pesquisa de anticorpos antitireoperoxidase (anti-TPO), antimicrossomais ou antitireoglobulina, que demonstrarão a causa auto-imune do distúrbio. Em pacientes com cirurgia prévia, além dos anticorpos, pode ser realizada também a pesquisa do resíduo de tecido tireóideo remanescente através da ultra-sonografia ou da cintilografia de tireóide. Deve ser também analisado o perfil lipídico do paciente, uma vez que ocorre severa dislipidemia associada ao estado de hipotireoidismo.

Como se trata?

O tratamento de todas as formas de hipotireoidismo é realizado com Tiroxina (T4) em doses calculadas de 1,6 a 2,2 microgramas por Kg de peso corporal no adulto e de 3 a 15 microgramas por kg de peso corporal, dependendo da idade do paciente. O controle do tratamento é realizado pela dosagem de TSH, que deve se manter sempre normal. Nos pacientes dislipidêmicos devem ser monitorizados também os níveis de colesterol e triglicerídeos.

Como se previne?

Os casos que ocorrem após a cirurgia de retirada da tireóide por bócio nodular ou neoplasia podem ser prevenidos através de cirurgia adequada no momento em que a mesma é indicada para o tratamento de bócio. Nas demais situações pode ser realizado um diagnóstico precoce, porém prevenção primária não é disponível.  (+ info)

Perlutan aumenta a pressão arterial?


SE a minha pressão é 11x6 aumenta muito antes eu tomava o medico tinha me passado pergunta mais faz tempo que eu não tomo mais eu queria voltar a tomar para ver se regulava a minha menstruação alguém pode me informar isso por gentileza deis de já agradeço
----------

Contra-Indicações - PERLUTAN
absolutas: complicações sérias associadas ao uso de contraceptivos hormonais no passado; gravidez ou suspeita de gravidez; hipertensão, cardiopatias, diabetes melito grave, com alterações vasculares; glaucoma; antecedentes de processos flebíticos, trombóticos ou tromboembólicos, varizes importantes; sangramento genital de causa desconhecida; tumores ginecológicos ou de mamas; neoplasias benignas hormonodependentes, neoplasias malignas; hepatopatia em atividade; anemia falciforme; epilepsia; colagenose com lesão visceral ou vascular; pré e pós-operatório, mulheres passíveis de imobilização (p. ex., após acidentes); história de icterícia, prurido grave, coréia ou herpes em gestação anterior. Constituem contra-indicações relativas: galactorréia; obesidade; hiperlipemias; tabagismo, irregularidades menstruais freqüentes; colecistopatias; enxaqueca.
http://www.bulas.med.br/bula/3309/perlutan.htm

@  (+ info)

sou adolecente sexo (masculino) tenhu o bico do peito estufado tipo enchado isso é normal ?


tipo ele esta enchado mais ai quando to com frio..ou aperto ou mexo no bico ele volta au normal ?? queria saber se é normal !!!!
----------

Depende do grau de inchaço só quem pode avaliar é o médico pode ser ;um distúrbio hormonal (disfunção),devido a fatores genéticos ,medicamentosos, comportamentais ,raciais ,fatores internos ou externos até doeças severas preexistentes ,portanto o ideal será a avaliação de um clínico geral que poderá chegar a um diagnóstico ou encaminha-lo a um endocrinologista que poderá chegar a um diagnóstico ou encaminha-lo a um outro especialista ,fica tranquilo a maioria de nossas neuras são fogos de artifício na inauguração de nossas existências !!! seja adolescente !!!
Paz!!!!

Ginecomastia
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ginecomastia
Classificações e recursos externos
Adolescente com ginecomastia
CID-10 N62.
CID-9 611.1
DiseasesDB 19601
MedlinePlus 003165
eMedicine med/934
Ginecomastia é o nome dado ao crescimento das mamas nos homens devido aos hormônios. É caracterizada no começo da adolescência.


Diagnóstico e cirurgia
O diagnóstico pode ser feito tanto por um endocrinologista como por um cirurgião plástico. São duas as causas do aumento de volume na região peitoral: excesso de tecido mamário em decorrência de descontrole hormonal ou acúmulo de gordura.[carece de fontes?]

A cirurgia para retirada do tecido mamário é feita por um cirurgião plástico. Após a cirurgia, o paciente é encaminhado a um tratamento hormonal.

Há casos que apenas há o acumulo de gordura que pode ser retirada com lipoaspiração. É muito comum em pessoas que engordam e depois emagrecem (o chamado efeito sanfona) acumularem gordura localizada na região peitoral.

Doenças da mama Mastite cística crônica · Mastite · Ginecomastia · Galactorréia · Mastodinia · Corrimento mamilar · Galactocele  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Galactorreia'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.