FAQ - Insuficiência Respiratória
(Powered by Yahoo! Answers)

porque a hipertensão em diabetes pode leva a insuficiência renal crônica?


O mecanismo é complexo então vou resumir para vc: a HIPERTENSÃO ARTERIAL provoca perda progressiva da capacidade renal de excretar sódio, resultando em sobrecarga salina e de volume.
Por esse motivo é aconselhável todo diabético realizar a cada 6 meses o exame de Depuração de creatinina aonde se dosa a creatinina na urina de 24 hs e no sangue e avalia como está a função renal. A pressão arterial tb deve ser medida independente da pessoa ter alteração ou não.
O que sempre deve prevalecer no diabético é o CONTROLE CONSTANTE pq assim qualquer alteração é vista no inicio e tem como tratar antes de um grande comprometimento.  (+ info)

quem tem insuficiência de convergência precisa usar óculos?


Para corrigir este desvio é necessário fazer exercícios oculares. Pode ser necessário a utilização de óculos sim. Mas somente um oftalmologista poderá determinar sua utilização. Nos links abaixo mais informações a respeito:

http://opinosim.blogspot.com/2007/11/insuficincia-de-convergncia.html
http://www.penidoburnier.com.br/pg_saude_faqs.aspx
http://www.oserrano.com.br/mais.asp?tipo=Local&id=2060  (+ info)

Quem tem insuficiência renal pode comer produtos integral?


De preferencia que seja muitos sucos e verduras a compor a alimentação.  (+ info)

Existe algum medicamento para insuficiência adrenal que substitua a cortisona? Estou inchando muito o rosto.?


Existem alguns corticóides, mais recetes , onde essa manifestação é bem mais reduzida. fale com seu médico. boa sorte./  (+ info)

Quais os critérios do INSS pra a aposentadoria por insuficiência cardíaca?


Sou portador de insuficiência cardíaca grave, com cardiomegalia e hipertensão maligna. Meu cardiologista diz que tenho que me aposentar pois não posso mais exercer nenhum tipo de profissão; sou, então, um inválido e tenho direito a me aposentar por invalidez.

Ocorre que durante toda a minha vida fui autônomo, trabalhando com produção musical, eventos, shows etc... E só ha menos de seis meses é que comecei a trabalhar num emprego formal numa empresa particular, com carteira assinada e todas as outras formalidades inclusive o desconto do INSS que por sinal estou pagando pela primeira vez na vida.

Diante deste quadro como faria para me aposentar por invalidez junto ao INSS?

Tenho 33 anos e completo 34 este ano.
----------

Disque 135 e tire suas dúvidas. A ligação é gratuita.

Bjs.  (+ info)

dieta para pessoa com insuficiência renal aguda tratamento conservador?


Qual a orientação nutricional para o paciente com insuficiência renal crônica não dialítica ou tratamento conservador?


O paciente que apresenta insuficiência renal crônica (IRC), mas ainda não está sendo submetido à diálise (fase pré-dialítica ou tratamento conservador) deve cuidar de sua alimentação, principalmente no que diz respeito ao sódio e à proteína de origem animal.


A progressão da doença não é totalmente justificada pelo uso excessivo da proteína, porém, acredita-se que o aumento da ingestão de proteína eleva a proteinúria (eliminação protéica através da urina), aumentando o ritmo de progressão da doença renal. A alimentação restrita em proteína atrasa a entrada para a diálise quando comparada à dieta não restrita. O efeito protetor da dieta hipoprotéica inclui diminuição da pressão intraglomerular, menor excreção de amônia e fosfato, menor geração de produtos nitrogenados tóxicos e íons inorgânicos responsáveis pelos distúrbios clínicos e metabólicos característicos da uremia, diminuição dos lipídeos séricos e redução de fatores mitogênicos e de crescimento.



Para calcular a dieta, os carboidratos complexos e simples, gorduras, frutas, verduras e legumes podem ser utilizados seguindo as recomendações tradicionais.


Nos casos de diabetes e hipertrigliceridemia, os carboidratos simples e complexos devem ser controlados; na hipercolesterolemia, a gordura deve ser preferencialmente a do tipo poli e monoinsaturada; na hipercalemia (aumento dos níveis séricos de potássio), as frutas, verduras e legumes devem ser controlados. Se o paciente apresentar hiperfosfatemia, esta será controlada por meio da restrição protéica, visto que as fontes de proteína da dieta são as mesmas que contêm fósforo (especialmente carnes em geral, leite e derivados e ovos).


Recomendações nutricionais para o tratamento conservador de pacientes renais crônicos:



Calorias: em casos de necessidade de redução de peso corporal, usa-se aproximadamente 30 cal/kg de peso. Em repleção, usa-se mais que 35 cal/kg.



Proteínas: geralmente a recomendação protéica é similar à recomendação da população geral, sendo de 0,8 a 1,0 g proteína/kg de peso corporal. Porém, quando há evidência da progressão da IRC, utiliza-se 0,6 g proteína/kg de peso corporal, perfazendo uma dieta hipoprotéica convencional.



Carboidratos: de 55 a 65% do valor energético total.



Lipídeos: 30 a 35% do valor energético total, sendo saturados menos que 10%, monoinsaturados entre 10 e 15% e poliinsaturados 10%.



Sódio: seguir recomendações similares às para hipertensão arterial, de até 6 g de sal ao dia, equivalentes a quatro colheres rasas de chá.



Assim como o paciente que faz hemodiálise ou qualquer outro tratamento para insuficiência renal aguda ou crônica, o renal crônico em tratamento conservador deve ser orientado individualmente, sendo obrigatório o seu acompanhamento por um nutricionista a fim de potencializar seu tratamento nutricional.



Referência (s)

1. Cuppari L et al. Doenças renais. In: Cuppari L. Guias de medicina ambulatorial e hospitalar UNIFESP/ Escola Paulista de Medicina - nutrição clínica no adulto. 1a ed. São Paulo: Manole. 2002. p. 167-199.

2. Martins CM, Riella MC. Nutrição e hemodiálise. In: Riella MC e Martins CM. Nutrição e o rim. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2001. p. 114-131.

3. Mello VDF, Azevedo MJ, Zelmanovitz T, et al. Papel da dieta como fator de risco e progressão da nefropatia diabética. Arq Bras Endocrinol Metab. 2005;49(4):485-494. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302005000400004. Acessado em 26/03/2007.  (+ info)

Gostaria de saber qual a melhor dieta para um paciente com insuficiência renal crônica.?


Obrigada.
----------

  (+ info)

O que é Insuficiência Valvar mitral discreta ?


Tenho 18 anos e 8 meses e num exame de ECOCARDIOGRAMA,a conclusão foi: Insuficiência valvar mitral discreta.

Eu nasci com isso ou adquiri isso durante a vida ?
É muito grave ?
Quais sintomas posso sentir com isso ?
Quais tratamentos podem ser realizados ?
----------

É serio sim, o problema é geralmente causado pela FEBRE REUMÁTICA doença que costuma ser contraída na infância e que sorrateiramente vai prejudicando a válvula mitral do coração calcificando as suas valvas.

Agora que você descobriu, por sorte a tempo, precisa ir ao médico um cardiologista, que provavelmente vai te receitar doses maciças de antibióticos e se ainda não o fez a extração cirúrgica das amigdalas, para evitar que a lesão progrida ainda mais.

Dependendo do médico, pode ser que ele queira operar logo e substituir a tua válvula mitral por uma artificial, não faça isso, a sua estenose é ainda discreta e você pode viver bem por muitos anos antes de precisar operar. O problema é que os implantes mitrais duram em média uns 10 anos e só podem ser renovados no máximo 2 vezes, sempre com risco consideravel de morte ainda na operação.

A minha irmã descobriu que tinha esse mesmo problema seu e na mesma intensidade em 1974, o médico queria operar imediatamente, ela procurou outro que a aconselhou a esperar, hoje passados 35 anos ela está a ponto de operar porque já não consegue respirar direito, vai ser internada no Incor no dia 17 de junho, mas se tivesse operado naquele tempo, já estaria morta.

Em Wikipedia e na internet há um monte de artigos interessantes sobre o assunto, leia o máximo que puder, informe-se ao máximo, que isso vai te ajudar bastante. Evite engordar e ocupações sedentarias, prefira trabalhar com algo que te faça caminhar bastante e mover o corpo e os braços( o computador fáz mal à saúde), faça exercícios regularmente, não fume e evite quaisquer outros vícios, cuide bem da sua saúde que o seu coração ainda vai durar muitos anos com sopro e tudo.

Se quiser mantenha contato e conte como está se saindo através do meu e-mail [email protected]

Um forte abraço e os meus sinceros votos de melhoras.

Silvano Campini  (+ info)

quais são os cuidados de enfermagem para insuficiência renal aguda?


•Anotar sinais e sintomas na evolução de enfermagem do paciente.....


Controle hídrico.



São os líquidos ingeridos ou eliminados.

* Procedimento

- Colocar a placa de controle hídrico no leito do paciente;
- Registrar em impresso próprio da seguinte forma:
* Líquidos ingeridos em 24 h;
* Líquidos eliminados em 24h.
Medir diurese, vômito, diarréia, líquidos de drenagem, em ml ou quantidades.
Ex - cruzes pequenas quantidades +, média ++, grandes quantidades +++.

OBS - Um controle hídrico mais rigoroso inclui também infusões venosas. Um paciente pode ainda ser submetido a restrição hídrica, para qual o médico estipula a quantidade de líquidos que podem ser dados em 24 h. Nestes casos, a enfermagem deve consultar a nutricionista para dividir a quantidade de água entre a enfermagem  (+ info)

Quais as causas mais comuns de insuficiência renal? E quais os melhores sites onde posso buscar informações?


As principais causas são:

* Glomerulonefrites Crônicas
* Pielonefrites crônicas (infecção do rim)
* Nefropatias de origem genética como rins policísticos
* Nefropatia causada pelo diabetes mellitus
* Nefropatia causada por tocicidade medicamentosa
* Nefropatia causadas por alterações na artéria renal

A principal causa de de insuficiencia do parênquima renal é a necrose tubular aguda(NTA) resultante de um ataque isquêmico ou nefrotoxico.Seu diagnóstico é feito através da exclusao de outras patologias como a glomerulonefrite,vasculites etc.

Aproximadamente 180 litros de sangue são filtrados e refiltrados pelos rins todos os dias. Em situações normais o rim produz cerca de 1,2 litro de urina por dia, podendo produzir mais caso haja ingestão de muito liquido e menos caso haja restrição hídrica.

Tratamento

O tratamento da insuficiência renal vai depender da fase em que o paciente se encontra. Caso seja uma insuficiência renal aguda do tipo pré renal recomenda-se fornecer volume na forma de solução salina, cuidando para evitar a sobrecarga e insuficiência cardíaca congestiva. Na insuficiência aguda pós renal,o tratamento consiste em desobstruir a saída da urina. Para o tipo renal, o melhor tratamento é a prevenção, tratando adequadamente a hipertensão arterial, o diabetes mellitus e evitando medicamentos nefrotóxicos. As infecções devem ser prontamente tratadas para evitar suas complicações, portanto se você acha que se encontra com um desses quadros clínicos, procure imediatamente um nefrologista, pois ele é o profissional indicado para prescrever-te um tratamento.  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Insuficiência Respiratória'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.