FAQ - Linfoma de Células T
(Powered by Yahoo! Answers)

LINFOMA DIFUSO DE CÉLULAS B, qual exame vai dizer se é indolente ou agressivo?


Olá

Não é UM exame que indicará o tipo exato do linfoma, mas o conjunto deles, tanto os exames de imagem quanto a biópsia.

É assim que funciona: feita a biópsia, alguns testes são feitos nas células coletadas visando determinar o tipo de célula envolvida na patologia e as características citogenéticas das mesmas (são avaliados os cromossomos das células). São estes exames:

• Estudos de Genética Molecular ou Biologia Molecular: estudam o DNA e o RNA celular;

• Imunohistoquímica : é o estudo dos anticorpos envolvidos na patologia;

• Citometria de Fluxo;

• Estudos de Citogenética: para estudar os cromossomos celulares.


Normalmente, a não ser que o tecido coletado seja insuficiente, o paciente não faz uma nova biópsia. Mas cada caso é um caso, e vc deve perguntar isso ao médico responsável pelo caso.

Boa sorte, []s  (+ info)

Linfoma das Células T?


Boa noite.
Foi diagnosticado à minha mãe um linfoma das células T, num estádio muito avançado( IV). O tratamento está a ser muito doloroso para ela. A quimioterapia deixa-a arrasada. Deixa de comer, as pernas ficam muito inchadas, a garganta irritada.
Apesar de não ser medica, parece-me que a recuperação não está a ser muito fácil.
Gostava de saber se alguem tem conhecimento de casos de pessoas com esta doença. Gostava de saber se houve recuperação total... anfim, gostava, no fundo de saber mais sobre esta doença, através de pessoas amigas ou familiares de quem já teve, ou tem , esta doença.
È que o medico disse ao meu pai que a situação é muito grave e para não termos grandes esperanças.
Obrigada pela vossa atenção
Beijinhos
----------

É uma doença grave.
Pelo estadiamento, está bem avançado.
O tratamento é apenas paliativo nesses casos, ou seja, não é curativo. Ele tem o propósito de prolongar a vida da pessoa. Se ela iria morrer em 1 ano, vai morrer em 2 por exemplo. Lembrando que isso é só um exemplo. Essa história que tal paciente tem tantos meses de vida é coisa de cinema e novela. Cada um tem a sua hora. A dela pode ser daqui um mês ou daqui a 10 anos, não há como prever. O que importa é que esse tratamento vai prolongar a vida dela. É realmente duro, chato, com muitos efeitos colaterais, infelizmente a medicina não encontrou outra alternativa para essa doença nesse estadio. Infelizmente.
Boa sorte.  (+ info)

linfoma b células do manto grau 4?


linfoma b células do manto grau 4 tem cura..
----------

Sim, existe chances de cura com tratamento adequado, embora em fase um pouco avançada. Porém, a única pessoa que pode prever o prognóstico do caso é o médico do paciente, de posse de todos os exames do mesmo.

Boa sorte, []s  (+ info)

Quanto podem os glânglios linfáticos e a que velocidade crescer se uma pessoa sofrer de linfoma de hodgkin?


Boas tardes, eu tenho um glânglio linfático na zona lateral do pescoço abaixo do maxilar, que tem vindo a crescer nos últimos tempo já tendo agora 2 cm, não me dói e é móvel.
Agora, gostava de saber se posso isto pode ser um caso de linfoma de hodgkin.
E já agora, a partir de que tamanho(glânglio linfático) é que começa a ser preocupante?
----------

Olá

Há vários tipos de tumores que acometem os glânglios linfáticos que tem maneiras diferentes de manifestação. Via de regra, não é o tamanho que determina a severidade da doença, mas sim o grau de malignização tumoral. Tumores muito pequenos também podem ser altamente agressivos ou mesmo ter manifestações iniciais (sem dor ou qualquer outro sintoma) que podem passar desapercebidos. Creio que o melhor caminho para vc seria consultar um médico. O especialista a ser consultado seria o cirurgião de cabeça e pescoço.

Agende sua consulta o quanto antes e boa sorte, []s  (+ info)

Aumento das plaquetas em paciente com linfoma de manto estadio IV o que pode significar?


Meu pai tem linfoma de manto estadio IV e está fazendo quimioterapia, e o exame de sangue deu um nº muito elevado das plaquetas.
----------

É comum este tipo de alteração em indivíduos em quimioterapia. Não tem significado clínico. Pergunte ao oncologista dele se pode atrapalhar no tratamento.

[]s  (+ info)

Gostaria de falar com o Edson T sobre Linfoma de Hodking, é possível?


Meu marido esta em meio ao tratamento e eu gostaria de compartilhar informações e ou sugestões.
----------

oi, estou aberto a quaisquer perguntas sempre que precisarem.  (+ info)

Todos o tratamentos de linfoma ocorrem com queda de cabelo?


Em todos o tratamentos de linfoma as pessoas têm queda de cabelo?
----------

Olá, aqui vai uma resposta que achamos que vai ajudar você.

A raiz do cabelo é o folículo piloso. Ele é formado por células que se dividem, fazendo com que o fio de cabelo cresça. Como as células que estão em divisão são as mais sensíveis a sofrer os efeitos tóxicos da quimioterapia, o cabelo pode ter seu crescimento afetado, o que leva à queda do fio. Porém, trata-se de um efeito reversível, e o cabelo voltará a crescer na sua velocidade normal.

É preciso ter em mente um detalhe muito importante: nem toda a quimioterapia leva à queda de cabelo. Se uma determinada quimioterapia irá ou não causar a queda de cabelo, vai depender de dois fatores muito importantes:

1) O tipo de droga empregada: existem quimioterápicos que são altamente tóxicos para o cabelo. Se uma dessas drogas for utilizada, é seguro que seu cabelo irá cair. Drogas pouco tóxicas tendem a poupar o cabelo, exceto se seu uso for prolongado. Nesse caso, pode haver um aumento da queda diária dos fios, que demora a se manifestar.

2) Sua sensibilidade ao tratamento: mesmo drogas pouco tóxicas podem, em algumas pessoas, ter efeitos colaterais bem maiores que o esperado. Essa sensibilidade, bastante rara, não é passível de uma avaliação prévia.

Não existem medidas eficazes para evitar a queda de cabelo. Mas é importante sempre lembrar que o efeito é transitório e o cabelo volta a crescer algumas semanas após o término do tratamento. Alguns pacientes decidem utilizar perucas, lenços, bonés e chapéus. Opte por aquilo que o faça se sentir melhor e mais confortável.  (+ info)

Até quanto tempo é considerado detecção precoce de linfoma?


A Doença de Hodgkin pode surgir em qualquer parte do corpo, e os sintomas da doença dependem da sua
localização. Caso desenvolva-se em linfonodos que estão próximos à pele, no pescoço, axilas e virilhas, os sintomas provavelmente incluirão a apresentação de linfonodos aumentados e indolores nestes locais. Se a doença ocorre na região do tórax, os sintomas podem ser de tosse, "falta de ar" (dispnéia) e dor torácica. E quando se apresenta na pelve e no abdome, os sintomas podem ser de plenitude e distensão abdominal.

Outros sintomas da Doença de Hodgkin incluem febre, fadiga, sudorese noturna, perda de peso, e prurido ("coceira na pele").


Diagnóstico
Utilizam-se vários tipos de exames para diagnosticar Doença de Hodgkin. Estes procedimentos permitem determinar seu tipo específico, e esclarecer outras informações úteis para decidir sobre a forma mais adequada de tratamento.

A biópsia é considerada obrigatória para o diagnóstico de Doença de Hodgkin. Durante o procedimento, remove-se uma pequena amostra de tecido para análise, em geral um gânglio linfático aumentado. Há vários tipos de biópsia:

• Biópsia excisional ou incisional - o médico, através de uma incisão na pele, remove um gânglio inteiro (excisional), ou uma pequena parte (incisional);

• Biópsia de medula óssea - retira-se um pequeno fragmento da medula óssea através de agulha. Esse procedimento não fornece diagnóstico da Doença de Hodgkin, mas é fundamental para determinar a extensão da disseminação da doença;

Também são necessários exames de imagem para determinar a localização das tumorações no corpo. Radiografias são empregadas para detectar tumores no tórax; usando-se Tomografia Computadorizada, são obtidas imagens detalhadas do corpo sob diversos ângulos. Já a Ressonância Magnética utiliza ondas magnéticas e de rádio para produzir imagens de partes moles e órgãos; e na Cintigrafia com Gálio, uma substância radioativa, ao ser injetada no corpo do paciente é atraída para locais acometidos pela doença.

Além disso, são utilizados outros tipos de exames que ajudam a determinar características específicas das células tumorais nos tecidos biopsiados. Estes testes incluem:

• Estudos de citogenética para determinar alterações cromossômicas nas células;

• Imunohistoquímica, na qual anticorpos são usados para distinguir entre vários tipos de células cancerosas;

• Estudos de genética molecular, que são testes de DNA e RNA altamente sensíveis para determinar traços genéticos específicos das células cancerosas.  (+ info)

Porque será que faz 10 anos que o governo não atualiza a lista de medicamentos do SUS para tratar o Linfoma?


Desleixo e descaso!
A Associação de medicina de cada estado deveria fazer isso e mandar para o ministério da saúde. Mas o descaso, que começa pelas prefeituras vai longe!
Eu era associado do SINAM, sistema nacional de atendimento médico, que seria na época uma alternativa às operadoras de saúde privadas.
Mas no governo Lula, a coisa foi abandonada.
Previam que apenas umas cem mil pessoas iriam se cadastrar, mas quase dois milhões de usuários se cadastraram.
Bom, mas por que eu citei o SINAM?
Porque ele tem uma tabela, que era emitida pela Associação Medica Brasileira.

-Existe tal tabela atualmente, onde coloca um valor para procedimentos como consultas e pequenas cirurgias, inclusive dentárias?
NÃO!
Agora imagine que deixaram quase dois milhões na mão, porque não quiseram mais atualizar os preços dos procedimentos médicos, fazendo que boa parte dos hospitais e médicos deixassem de trabalhar com o SINAM e seus associados.
-Pense então, se existe interesse por parte de alguém, em atualizar uma lista de remédios para tratamento na rede pública?
Com toda certeza não!
Tente entrar em contato com a Associação Médica Brasileira, e ver o que eles falam!
Veja a tabela da AMB, que está parada no tempo, e que não é mais RESPEITADA pelos médicos associados ao SINAM, e imagine a burocracia que deve ser para se fazer pesquisas de novas tabelas de preços e remédios.  (+ info)

Linfoma ósseo pode ser transmitido através de transplante de osso ?


Caraca, nunca tinha pensado nisso!! Boa pergunta!! não tenho a mínima idéia....bj  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Linfoma de Células T'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.