FAQ - Lipodistrofia
(Powered by Yahoo! Answers)

qual a porcentagem de portadores do virus hiv ,que fazem tratamento sofrerem de lipodistrofia?


eo que eles fazem para combater a lipodistrofia
----------

Olá

A lipodistrofia ocorre em 15 a 50 % dos indivíduos portadores de HIV que realizam tratamento com anti retovirais e inibidores de protease. Que eu saiba e de acordo com que vejo na internet, até agora não há qualquer protocolo para tratamento, mas há alguns estudos em curso. Dê uma olhada:

"Opções de tratamento
Até o presente momento, não há tratamento aprovado para as mudanças da gordura corporal causadas pelos medicamentos anti-HIV. Entretanto, muitos tratamentos estão sendo estudados, tais como hormônio de crescimento humano, esteróides anabolizantes, estimulantes de apetite e levantamento de peso. Em casos extremos, os depósitos de gordura podem ser removidos cirurgicamente, embora isto possa ser inadequado para o acúmulo de gordura no abdômen. Para corrigir as mudanças faciais, várias formas de cirurgias têm sido utilizadas.

O Pravastatin ou o Gemfibrozil são os medicamentos usados para tratar um alto nível de gordura no sangue e a resistência à insulina é tratada com medicamentos para diabetes. A segurança e a eficácia dos medicamentos geralmente utilizados nas pessoas HIV - negativas não estão, porém, estabelecidas para as pessoas HIV - positivas. Outras opções de tratamento que podem ser tomadas incluem exercitar regularmente, parar de fumar, trocar a pílula anticoncepcional para outro método de controle de natalidade e mudar a dieta com a assistência de um nutricionista.

A troca de medicamentos anti-HIV também tem sido defendida como um modo para controlar a lipodistrofia a as desordens metabólicas, particularmente com a troca do inibidor de protease por um NNRTI (Inibidor da Transcriptase Reversa não Nucleosídeo) ou Abacavir. A maioria das pessoas, mas não todas, não terão alterações na carga viral após a mudança de medicamentos (quando a carga viral está indetectável). Algumas pessoas preferem, apesar de tudo, permanecer com uma combinação que esteja dando certo. "

http://www.aidsmap.com/pt/docs/E51CD743-0694-4393-AA9F-02B41E43702E.asp

Espero ter ajudado, boa sorte, abraços  (+ info)

Apesar da aids não matar tanto como antes, os efeitos colaterais dos medicamentos podem causar lipodistrofia..?


... e deixar o corpo da pessoa deformado.
Pesquise sôbre lipodistrofia!
Você seria capaz de arriscar a sorte?

FAÇA SEXO RESPONSÁVEL - CUIDE-SE
VOCÊ é a pessoa mais importante do mundo!!!
----------

Boa tarde, linda!
Estamos aqui novamente!
Te admiro muito, viu? Principalmente por estar sempre nos alertando sobre isso.
Um abraço!  (+ info)

Em relação ao tratamento com antiretroviral, tem como fazer o tratamento e não ter lipodistrofia?ou sempre dá?


Sei que os inibidores de protease causa esse efeito adverso, mas com o avanço da medicina existem alternativas que não causam esse desastre no nosso corpo. Pois o medo que tenho não é dos efeitos internos, mas sim externo, de algum descobri que vc tem, apenas olhando para seu rosto.
----------

Exatamente, a liposdistrofia pode ser esperada como algum efeito adverso no uso de anti-retroviral...porém isso não é tao frequente quanto se imagina...e caso ocorra a lipodistrofia, tem-se outras opçõs de medicamentos que nao iriam indizir a lipodistrifa...  (+ info)

Soropositiva(HIV): Soropositivo(a) HIV que ainda não iniciou tratamento pode ter LIPODISTROFIA?


Você conhece alguém que ainda não iniciou tratamento com os antiretrovirais e tem LIPODISTROFIA?
/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Lipodistrofia em pacientes portadores do vírus HIV

O QUE É LIPODISTROFIA ?

Lipodistrofia é o nome dado para uma coleção de mudanças no corpo, que são vistas em pessoas que utilizam medicamentos anti-HIV. Lipo se refere à gordrdura, e distrofia significa perturbação grave, ou crescimento ruim.

A Lipodistrofia é mais comum em pessoas que estão fazendo terapia antivirótica. Estas mudanças no corpo incluem ambos a perda e/ou depósitos de gordura :

Perda de gordura : ocorre nos braços ou pernas ou face (bochechas afundadas).

Depósitos de gordura : podem aparecer no estômago, na parte de trás do pescoço (uma corcunda de búfalo), os peitos (em homens e mulheres) ou outras áreas, incluindo debaixo do queixo ou se espalha ao redor do corpo.

Depósitos de gordura debaixo da pele que causam um montículo são chamados lipomas.

Não há nenhuma definição clara de lipodistrofia, e nenhum estudo cuidadoso foi terminado em sua freqüência. Investigadores usaram definições diferentes, de lipodistrofia entre 5% e 75% dos pacientes que utilizavam medicamentos antiviróticos.

Pacientes que utilizam qualquer inibidor de protease, como também pacientes que nunca utilizaram, podem também desenvolver a lipodistrofia.

A LIPODISTROFIA É PERIGOSA ?

Embora não seja uma ameaça de vida, é um problema sério.

Depósitos de gordura atrás do pescoço podes ser grandes o bastante para causarem dores de cabeça e problemas respiratórios.

Seios aumentados em mulheres podem ser dolorosos, bem como as mudanças no corpo podem causar problemas psicológicos e emocionais. Também, por causa da lipodistrofia, alguns pacientes estão evitando terapia antivirótica.
Açúcar de sangue alto pode ser um sinal de diabete.

Algumas pessoas que utilizaram os inibidores de protease, desenvolveram diabete, ou as diabetes evoluiram para pior.

O QUE CAUSA LIPODISTROFIA ?

Não se sabe o que causa lipodistrofia. Podem haver causas diferentes para os vários sintomas.

Uma das teorias é que aqueles inibidores de protease interferem no processo da gordura. Isto é, porque moléculas de inibidor de protease são semelhantes a algumas proteínas humanas que processam a gordura. Porém, alguns pacientes que nunca utilizaram inibidores de protease têm a lipodistrofia.

Outra teoria, é que a resistência da insulina tem um papel importante no desenvolvimento da lipodistrofia. Em uma pessoa saudável, a insulina move açúcar (glicose) para as células produzirem energia ou serem armazenadas para uso futuro. Com a resistência da insulina, a glicose não é processada de maneira correta. Pessoas com resistência de insulina tendem a ganhar peso.

A lipodistrofia também pode ser semelhante a Síndrome X que pode ocorrer em pessoas que se recuperaram de doenças sérias como leucemia de infância ou câncer de seio. Para pessoas portadoras do HIV, isto pode ser causado pela recuperação do sistema imune, depois de terapia antivirótica efetiva.

A LIPODISTROFIA PODE SER TRATADA ?

Como não se sabe o que causa a lipodistrofia, não sabemos como tratá-la.

Atualmente tratamos a absorção da gordura com a Bioplastia e preenchimentos nas áreas afetadas com uma substância biocompatível, permanente e de baixo custo - o Polimetilmetacrilato.
Podem ser eliminados, cirurgicamente, os depósitos de gordura ou removê-los através de lipoaspiração.

CONCLUINDO

A Lipodistrofia é uma coleção de mudanças no corpo, em pessoas que utilizam medicamentos antiviróticos. Podem também estar relacionados ao aumento de glicose no sangue e gordura.

Não há nenhuma definição clara de lipodistrofia, assim é difícil saber quantas pessoas as possuem. Também, sem saber o que causa lipodistrofia, não sabemos ainda como tratar de maneira efetiva.

Investigadores estão pesquisando terapias com hormônio e outros modos para tratar a lipodistrofia.

Não é recomendada a mudança, nem a interrupção de medicamentos antiviróticos.

www.suzanabarreto.med.br
----------

Bom saber...  (+ info)

Soropositiva (HIV+) pergunta? Você sabe o que é lipodistrofia?


Pesquise na net e veja as fotos de pessoas c/ lipodistrofia (efeitos colaterais medicamentos HIV).

CUIDE-SE!!! faça sexo responsável

Veja meu perfil, por favor!!!
----------

Lipodistrofia é o nome dado às mudanças na forma do corpo e foi inicialmente observada em 1997 nas pessoas em tratamento com coquetel anti-HIV. No princípio acreditava-se que era causada pelos inibidores de protease, mas agora se sabe que as mudanças na gordura corporal podem ocorrer, algumas vezes, nas pessoas que não incluem os inibidores de protease em seu coquetel, e possivelmente também entre aquelas que nunca tomaram medicamentos anti-HIV.

Como se manifesta?
No sentido estrito da palavra lipodistrofia significa acúmulo de gordura. Porém, as mudanças na gordura corporal observadas nas pessoas HIV - positivas incluem não só a aquisição, mas também a perda de gordura, o que poderá resultar em: aumento da cintura (sem formar dobras de gordura), aumento dos seios, acúmulo de gordura na nuca e na parte superior das costas, aumento de gordura em volta do pescoço e das mandíbulas, definhamento da face e especialmente das bochechas, definhamento das nádegas e veias proeminentes nos braços e nas pernas (por causa da perda de gordura).

Na lipodistrofia o aumento de gordura no abdômen é causado pelas gorduras viscerais, as quais se acumulam ao redor dos órgãos internos, provocando inchaço e tensão na barriga. Isto é diferente da gordura das pessoas que tem seu peso aumentado por excesso de alimentação ou pela falta de exercício.


A lipodistrofia é comum?
As estimativas da sua freqüência variam consideravelmente de 15% a 50% das pessoas que tomam medicamentos anti-HIV.

As desordens metabólicas
O metabolismo refere-se à gama de processos que mantém o corpo, incluindo a transformação da gordura e do açúcar em energia. As pessoas com lipodistrofia são comumente afetadas por desordens metabólicas, tais como o aumento do nível das gorduras (ou lipídios) no sangue. Porém, a relação entre as mudanças da gordura corporal e as desordens metabólicas não está clara. Alguns exemplos de desordens metabólicas incluem alto nível de gorduras do sangue chamado de triglicerídeos ou colesterol, grandes quantidades de açúcar no sangue, diabetes (incapacidade para processar açúcar), resistência à insulina (incapacidade para responder à insulina, a qual é necessária para o processamento de açúcar) e também o aumento das enzimas do fígado.

O que causa a lipodistrofia?
Muitos fatores têm sido relacionados com as mudanças na gordura corpórea: o tipo e a duração das combinações anti-HIV, o tempo da infecção pelo HIV, a extensão dos danos ao sistema imunológico ao iniciar o tratamento anti-HIV, o sexo, a idade, o histórico familiar, a dieta, e a massa e gordura corporais antes do início do tratamento.
Embora não há evidência de que estes fatores sejam a causa da lipodistrofia, alguns especialistas acreditam que a variação da gordura corpórea e as mudanças metabólicas observadas representam várias condições independentes, cada uma delas com as suas próprias causas que podem ou não estar relacionadas.


Quais são as implicações?
As mudanças na gordura corpórea, por si só, não apresentam riscos substanciais à saúde no futuro. Estas mudanças poderão, contudo, estigmatizar as pessoas e são uma fonte potencial de stress e preocupação entre aquelas que estão em tratamento anti-HIV.
Os altos níveis de gordura no sangue estão associados à doença do coração, derrame e pancreatite, o que gera preocupações de que as desordens metabólicas associadas à combinação de medicamentos podem aumentar o risco de doença do coração. Até o momento não existem evidências claras, mas é provável que os riscos sejam maiores para as pessoas com outros agravantes como ter pressão alta, diabetes, obesidade, ser fumante e para aquelas com um histórico familiar com doenças do coração.


Opções de tratamento
Até o presente momento, não há tratamento aprovado para as mudanças da gordura corporal causadas pelos medicamentos anti-HIV. Entretanto, muitos tratamentos estão sendo estudados, tais como hormônio de crescimento humano, esteróides anabolizantes, estimulantes de apetite e levantamento de peso. Em casos extremos, os depósitos de gordura podem ser removidos cirurgicamente, embora isto possa ser inadequado para o acúmulo de gordura no abdômen. Para corrigir as mudanças faciais, várias formas de cirurgias têm sido utilizadas.

O Pravastatin ou o Gemfibrozil são os medicamentos usados para tratar um alto nível de gordura no sangue e a resistência à insulina é tratada com medicamentos para diabetes. A segurança e a eficácia dos medicamentos geralmente utilizados nas pessoas HIV - negativas não estão, porém, estabelecidas para as pessoas HIV - positivas. Outras opções de tratamento que podem ser tomadas incluem exercitar regularmente, parar de fumar, trocar a pílula anticoncepcional para outro método de controle de natalidade e mudar a dieta com a assistência de um nutricionista.

A troca de medicamentos anti-HIV também tem sido defendida como um modo para controlar a lipodistrofia a as desordens metabólicas, particularmente com a troca do ini  (+ info)

Lipodistrofia - acúmulo de gordura?


Tenho um amigo, que pra ser sincera, essa amizade anda meio colorida. Nunca ficamos. Mas ele tentou me beijar. Gosto dele como pessoa, mas fisicamente ele não me atrai.
Ele tem um abdomen fora do normal. É enorme a barriga dele. E tem muita gordura no peito tb. Seu rosto é magro e seus braços tb são. Antes eu achava que ele tinha algum problema adquirido na infância e descobri que não tem. Ele tem 30 anos.
Desconfio que ele tem lipodistrofia causado por tratamento de antiretroviral (HIV). Não tenho outra explicação para o físico dele. Alguém poderia me ajudar?
Existe alguma doença que causa um acúmulo anormal de gordura no corpo? Ele tem uma aparência meio esquisita. Me deem uma ajuda.
Obrigada!
----------

Provavelmente é ligada ao tratamento com os antiretrovirais, sim.
Leia aqui:
http://www.saberviver.org.br/index.php?g_edicao=abordagem_multidisciplinar
http://www.aidsmap.com/pt/docs/pdf/fs39.pdf

E se ele não atrai você, diga isso a ele francamente, amiga. Melhor do que arrastar essa situação, que não vai levar você a nada.

Bjsssss.  (+ info)

lipodistrofia aos 40, o que fazer para amenizar?


minha bunda esta flacida, e sinto que meu rosto esta ficando muito enrugado com covinhas mesmo sem sorrir
----------

Lipodistrofia é nada mais é do que o nome científico da celulite, que por se tratar de uma inflação no tecido adiposo subcutâneo recebe este nome técnico.

A Lipodistrofia pode ser considerada uma alteração do tecido adiposo que retém líquido e toxinas provenientes do metabolismo, promovendo uma alteração circulatória do local atingido.

A Lipodisdrofia pode ser caracterizada por uma síndrome clínica que promove uma inflamação do tecido subcutâneo dificultando a oxigenação dos tecidos anexos. Esta inflamação tem múltiplas causas e quando tratada em sua fase inicial é quase que totalmente reversível, porém, quando a extensão da celulite já é avançada já não se pode se falar em cura plena, mas apenas melhora e controle dos sintomas.

Se for tratada já nas suas fases iniciais as técnicas terapêuticas, especialmente a massagem manual, trazem uma possibilidade de reversão da celulite em quase toda a sua extensão.

Contudo, se o problema já comprometer estruturas mais profundas e atingir a fase de fibrose, as soluções serão somente paliativas com um agravamento do problema.

Quanto aos aspectos preventivos sabe-se que uma alimentação adequada, práticas de atividades físicas regulares e cuidados com uso de roupas muito apertadas que possam prejudicar a circulação, são medidas que ajudam.

Ainda não está devidamente comprovada as causas primárias da celulite, existindo., também, uma predisposição genética.

A massagem manual têm a vantagem de produzir uma maior estimulação das circulação periférica, sem riscos colaterais e contra-indicação.  (+ info)

lipodistrofia tem cura?


acho que tem a ver com perda de gordura em certas partes do corpo
----------

LIPODISTROFIA é a alteração do padrão normal de distribuição da gordura corporal. A medida que o ser humano envelhece este padrão se altera, ou seja, todos teremos lipodistrofia um dia (você já reparou que os velhos vão ficando sem bunda???).
Atualmente, o tratamento para LIPODISTROFIA é estético, com a aplicação de "preenchimento" nas regiões afetadas (por exemplo, nas nádegas), acontece que o polímero utilizado neste "preenchimento" é extramamente caro. O governo federal está fornecendo este material para os pacientes HIV positivos em uso dos coquetéis anti-AIDS, que podem causar a LIPODISTROFIA em indivíduos jovens.  (+ info)

Alguem sabe de tratamentos contra lipodistrofia facial?


Ouvi falar de preenchimento com metacrilato
----------

Técnic@s para o preenchimento cutâneo

O preenchimento cutâneo é uma técnica utilizada na cirurgia plástica para a correção de sulcos, rugas e cicatrizes. Consiste na injeção de substâncias sob a área a ser tratada elevando-a e diminuindo a sua profundidade, com conseqüente melhora do aspecto. A técnica, desenvolvida por dermatologistas, pode ser realizada no consultório, sendo um procedimento rápido e que não necessita nem mesmo de anestesia. Se desejado, podem ser utilizados anestésicos tópicos, sob a forma de cremes, aplicados uma hora antes do procedimento, para atenuar a sensação da picada da agulha. A técnica já é bastante utilizada para a correção do sulco nasogeniano (aquele que se acentua com o sorriso) ou os sulcos ao redor dos lábios. Algumas das substâncias mais utilizadas são o ácido hialurônico, o colágeno e o metacrilato.

O ácido hialurônico é atualmente considerado um dos produtos mais seguros para a realização do preenchimento cutâneo. Apesar de ser produzido em laboratório, o ácido hialurônico é um componente natural da derme, segunda camada da pele, não causa alergias e dispensa testes prévios. A duração do preenchimento varia de 6 a 10 meses (Restylane) ou 10 a 16 meses (Perlane), sendo necessária nova aplicação após este período.

O colágeno é obtido a partir de animais (boi e porco) e necessita de 2 testes prévios para averiguar possível alergia ao produto. Precisa ser reaplicado a cada 6 meses pois também sofre reabsorção. Já o metacrilato é um preenchedor definitivo. Por não ser reabsorvido pelo organismo, seus resultados são duradouros e é mais utilizado para correção de sulcos profundos. Alguns produtos comerciais necessitam de teste prévio por conterem pequena quantidade de colágeno em sua fórmul@.
...
Veja aqui:
http://www.clinicamarcioserra.com.br/facial.html
...  (+ info)

Quais as mudanças no corpo que podem ocorrer com a mudança de retrovirais mesmo sendo compatíveis?


Alguém pode me ajudar? Eu tomava um comprimido de Biovir e dois de Kaletra às 7h e às 19h. Devido a uma lipodistrofia que mudou meu corpo e aumentou meus níveis de colesterol a médica, após muita relutância (tenho carga viral imperceptível desde os sete anos de idade), mudou o Kaletra pelo Atazanavir, visando reduzir os efeitos colaterais. Eu o tomo agora um Biovir e um Atazanavir de manhã e um Biovir à tarde. O problema é que agora estou perdendo muitos cabelos. Achei que fosse da menstruação, mas estou tomei uma injeção anti-concepcional para acertar meu ciclo sexual e a queda de cabelos continuou. Alguém sabe, se mesmo sendo compatíveis, pode cair muitos cabelos ou acontecer qualquer outro efeito colateral com a mudança?
----------

Todos os anti-retrovirais causam algum efeito colateral. Mas como tempo tudo pode melhorar.

Apesar de incomodarem muito, é importante que você saiba que existem alternativas de minimizá-los. Mas para isso, é fundamental que você converse muito com o seu médico.
Um fato importante para as pessoas que estão se adaptando às novas medicações é que geralmente os efeitos colaterais causados pelos remédios ficam mais brandos após um mês de uso freqüente. Isso ocorre porque o metabolismo do seu corpo começa a se habituar com o medicamento.
Mesmo que esses efeitos colaterais continuem perturbando, é importante você saber que o seu médico é a pessoa indicada para lhe apresentar alternativas que diminuam esses transtornos. Nunca tome a decisão de interromper sequer uma medicação de seu tratamento. Lembre-se que apenas o seu médico está apto a discutir este assunto com você.

Observe bem o seu corpo. Pense que o remédio é um aliado importante para a sua vida no momento. Avalie bem o que você está sentindo após a tomada de cada medicação (se é que você sente algo). Melhore seu hábito alimentar, preferindo alimentos não gordurosos. Essa decisão poderá aliviar bastante os distúrbios gastrintestinais causados pelos remédios. Divida suas opções com o seu médico e discuta com ele alternativas para minimizar esses problemas. Seja realista em relação a esse problema para que você possa tentar resolvê-lo da melhor forma, sem colocar em risco a sua vida.

Beijos!!!!!  (+ info)

1  2  3  

Deixa uma mensagem sobre 'Lipodistrofia'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.