FAQ - Síndrome de Marfan
(Powered by Yahoo! Answers)

Síndrome de Tourret e Transtorno de Ansiedade juntos podem aposentar alguém?


Gostaria de saber se a síndrome de tourret e transtorno de ansiedade juntos aposentam um cidadão...
----------

É claro que não. Como as duas apresentam possibilidade terapêutica (de tratamento), não se aplica a aposentadoria. Além do mais, não são incapacitantes.  (+ info)

Conhece algum Dentista que atenda paciente com Síndrome de Sjogren no Rio de Janeiro?


Preciso da indicação de um dentista na cidade do Rio de Janeiro, que atenda e entenda bem de Síndrome de Sjogren.

Obrigada
----------

Com certeza! Anote aí : POLICLÍNICA PIQUET CARNEIRO - CURSO DE ESTOMATOLOGIA UERJ- 2as e 5as. deixo meu e-mail pra maiores contatos: [email protected] Preciso saber se já fez os exames de fator reumatóide, anticorpos anti nucleares , anti SS-A ou anti SS-B. A doença deve ser confirmada para a realização de trat adequado. abs, espero ajudar!  (+ info)

Síndrome metabólica ou síndrome de resistência à insulina?


Em uma questão da prova de química fisiológica, um indivíduo de IMC=28, hipertenso e diabético, pode apresentar a síndrome metabólica, ou teria que apresentar os outros sintomas, como a hiperinsulinemia, resistência à glicose e dislipidemia para, assim, ter a síndrome metabólica?
----------

O diagnóstico leva em conta as características clínicas (presença dos fatores de risco) e dados laboratoriais. Basta a associação de três dos fatores abaixo relacionados para diagnosticar a síndrome metabólica.
• Glicemia em jejum oscilando entre 100 e 125, ou entre 140 e 200 depois de ter tomado glicose;
• Valores baixos de HDL, o colesterol bom, e elevados de LDL, o mau colesterol;
• Níveis aumentados de triglicérides e ácido úrico;
• Obesidade central ou periférica determinada pelo índice de massa corpórea (IMC), ou pela medida da circunferência abdominal (nos homens, o valor normal vai até 102 e nas mulheres, até 88), ou pela relação entre as medidas da cintura e do quadril.
• Alguns marcadores no sangue, entre eles a proteína C-reativa (PCR), são indicativos da síndrome.

Portanto esse paciente só tem 2 fatores: hipertensão e diabetes, pois imc 28 ainda não é obesidade. Então não se pode dizer que ele tem síndrome metabólica.  (+ info)

Uma pessoa com depressão e surto psicótico, quando troca de remédio, pode desenvolver síndrome do pânico?


Conheço uma pessoa que tem depressão e surto psicótico.As coisas até iam bem, até ela ir no psiquiatra e trocar os remédios.Voltou depressiva.Foi lá de novo e voltou pior.Agora parece que está com síndrome do pânico.Pode ser os remédios novos?
----------

É muito comum desenvolver síndrome do pânico tendo depressão. Mesmo sem mudar medicamento.  (+ info)

Como eu posso ajudar a minha namorada com os problemas de Síndrome do Pânico e Depressão?


Ela mora la em Gravataí(RS) e eu em Serafina Corrêa(RS), e eu queria q vc's me dessem uma força pra mim ajudar ela.
Agradeço a Todos
----------

Seja um bom ouvinte...

normalmente essas pessoas precisam conversar muito sobre tudo o q passam...

dê alguns conselhos e diga q sempre vai estar ao lado dela.  (+ info)

Síndrome do PÂnico é a doença da moda ou imprecisão de diagnóstico?


10 entre 20 pessoas estão sofrendo deste mal.
Lis:
Não estou passando pro isso
pq não me sinto assim
mas o médico me deu esse
diagnóstico, porém levo uma vida
normalíssima, sem medos...
tô apenas com insônia..isso sim
----------

É uma doença séria e que merece cuidados psiquiátricos.
Agora acho alta essa estatística para corresponder a verdade, por favor, acrescente detalhes citando a fonte. Outra coisa, o médico que pode com certeza diagnosticá-la é um psiquiatra, afinal, uma crise de pânico ou um mal-estar não significa que a pessoa já sofre do transtorno.  (+ info)

Quem já teve síndrome do pânico pode tomar remédio para emagrecer?


Tenho uma amiga passou por tratamento para síndrome do pânico por 1 ano. Não toma mais antidepressivos, mas começou a tomar remédio para emagrecer por estar MUITO acima do peso. Será que pode??? o endócrino receitou
----------

cuidado!! procure seu medico... alguns remedios podem piorar o caso..  (+ info)

Gostaria de saber se um portador de 37 anos masculino, com síndrome do WPW e com CPK a 361 u/l e CKMB a 9 u/l,


Gostaria de saber se um portador de 37 anos masculino, com síndrome do WPW e com CPK a 361 u/l e CKMB a 9 u/l, corre risco de infarte do miocárdio ? Obrigada.

Gostaria de saber tudo sobre o WPW? Obrigada

Hfortes
----------

Hfortes

Sim!!!! você como todo resto da população mundial correm risco de ter um IAM

Quer saber tudo sobre WPW??? Bom recomendo que compre o livro Tratado de doenças cardivasculares - Eugene Braunwald, lá tem muita coisa interessante sobre o referido tema
Abço
Rhuam  (+ info)

Existe algum exame que mostre que uma pessoa tem síndrome de down ?


Existe alguma forma de síndrome de down que seja mais leve , ou seja , que não compromete a inteligência de maneira significativa , afetando apenas na aparência ?
Por que pessoas com a síndrome ficam sempre com a boca aberta ?
----------

Quando da ocorrência de tal sindrome, sempre é solicitado uma cariotipagem, afim de tirar qualquer dúvida e servir de orientação para uma futura gravidez ou não. boa sorte./  (+ info)

Gostaria de mais infrmações sobe a síndrome de guilhambarret.?


A síndrome pode prejudicar a fertilidade?
A medicação utilizada pode aumentar a probablidade de formação de cálculo renal, principalmente por oxalato de cálcio?
----------

A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença rara na qual os nervos periféricos se deterioram. Estes nervos enviam mensagens do cérebro para os músculos, instruindo-os a se moverem, e também levam sensações como a dor, prazer, gosto, etc., para o cérebro. O dano de um nervo causa freqüentemente fraqueza muscular (muitas vezes chegando a causar paralisia total), e pode causar anormalidades de sensação, inclusive dor, formigamento, sensação de “comichão na pele”, ou até desequilíbrio.
Ninguém sabe o que causa a síndrome de Guillain-Barré. Na maioria dos casos é uma desordem auto-imune na qual o sistema imunológico do corpo ataca e destrói a cobertura de mielina que envolve os nervos longos, muito semelhante ao isolamento ao redor de um fio de eletricidade. A Mielina protege o nervo e ajuda a acelerar a transmissão dos impulsos elétricos por ele. Se a mielina é destruída, os impulsos nervosos viajam muito lentamente e podem ser interrompidos. Se os músculos não são ativados, eles não funcionarão corretamente. Por esta razão as pessoas com a síndrome de Guillain-Barré experimentam fraqueza e paralisia de certos grupos musculares.
Como a doença acomete somente algumas pessoas é um mistério. Em mais de dois-terços dos pacientes, a síndrome de Guillain-Barré ocorre três semanas após uma doença virótica, como um resfriado ou a gripe, ou após uma infecção bacteriana (particularmente a bactéria chamada Campylobacter jejuni que causa infecções intestinais). Alguns cientistas acreditam que o vírus causador pode afetar as células do sistema nervoso de forma que elas são atacadas pelo sistema imune do corpo. Alternativamente, o vírus pode sensibilizar partes do sistema imune de forma que isto ataca a mielina. Pesquisas das causas da síndrome de Guillain-Barré continuam.
O tratamento da síndrome de Guillain-Barré envolve, em primeiro lugar, controlar a paralisia da respiração, se ela acontecer. A maioria dos pacientes com síndrome de Guillain-Barré é hospitalizada, porque a doença pode debilitar os músculos do tórax a tal ponto que a respiração torna-se difícil ou impossível. Em um hospital, os pacientes podem ser monitorados e serem postos em um respirador, se necessário. Se a síndrome de Guillain-Barré causa paralisia das pernas ou dos músculos dos braços, o paciente precisará de suporte para ajuda-lo com atividades diárias como comer e fazer sua higiene pessoal.
Há dois tratamentos que se mostraram eficientes em fazer acelerar a recuperação, e reduzir a severidade da síndrome de Guillain-Barré:
· A Plasmaferese na qual sangue é retirado do paciente, depois separado em seus componentes: plasma (a porção líquida de sangue) e células (hemáceas, leucócitos e plaquetas). As células do sangue são recolocadas então no corpo. O corpo fabrica mais plasma para compensar o que foi retirado.) Ninguém sabe como este tratamento funciona, mas a maioria dos cientistas acredita que a plasmaferese remove as substâncias do plasma (como anticorpos e complemento) que participam do ataque do sistema imune aos nervos periféricos.
· Infusões de imunoglobulina: As imunoglobulinas são uma mistura de anticorpos produzidos naturalmente pelo sistema imune do corpo. Doses altas de imunoglobulina podem trabalhar bloqueando os anticorpos que contribuem para a doença.
Corticosteróides, um tratamento usado antigamente, nunca deve ser usado para tratar a síndrome de Guillain-Barré, porque foi demonstrado que eles fazer a doença piorar.
Depois que a recuperação começa, os pacientes precisarão de fisioterapia motora e respiratória para lhes ajudar a recuperar a força e o próprio movimento.
Embora a síndrome de Guillain-Barré seja uma desordem terrível, o prognóstico a longo prazo é geralmente bom. A maioria dos pacientes tem recuperação completa, embora possa levar meses, ou até mesmo anos, para recuperar a força e o movimento anteriores à doença. Aproximadamente 30 por cento dos pacientes ainda permanecem com um pouco de fraqueza até três anos após a melhora da doença. Só aproximadamente 3 por cento de pacientes têm um retorno da fraqueza e do formigamento anos depois. Uma porcentagem muito pequena de pacientes, aproximadamente 3 a 5 por cento, morre, quase sempre porque eles desenvolvem uma paralisia da respiração antes que eles cheguem ao hospital.  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Síndrome de Marfan'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.