FAQ - Transtorno da Personalidade Borderline
(Powered by Yahoo! Answers)

Quais os principais sintomas do transtorno de personalidade borderline?


3 médicos diagnosticaram tp borderline em mim, mas como sou muito confuso, não estou conseguindo identificar os sintomas.
----------

Sintomas (claro que nem todas as Borderline tem todos estes sintomas):

* Medo de abandono: uma necessidade constante, agoniante de nunca se sentirem sozinhas, rejeitadas e sem apoio.
* Dificuldade de administrar emoções
* Impulsividade.
* Instabilidade de humor. As oscilações de humor do DAB ou TAB - Distúrbio ou Transtorno Afetivo Bipolar duram semanas ou meses, mas as Borderline têm oscilações de minutos, horas, dias. Essas oscilações de humor incluem depressões, ataques de ansiedade, irritabilidade, ciúme patológico, hetero- e auto-agressividade. Uma paciente marca a consulta informando que está super deprimida, querendo morrer. No dia seguinte chega à consulta bem humorada, bem vestida, maquiada, vaidosa.
* Comportamento auto-destrutivo (se machucar, se cortar, se queimar). As portadoras de Borderline dizem que se machucam para satisfazer uma necessidade irresistível de sentir dor. Ou porque a dor no corpo "é melhor que a dor na alma".
* Tentativas de suicídio, mais freqüentemente as de impulso do que as planejadas.
* Mudanças de planos profissionais, de círculos de amizade.
* Problemas de auto-estima. Borderlines se sentem desvalorizadas, incompreendidas, vazias. Não tem uma visão muito objetiva de si mesmos.
* Muito impulsivas: idealizam pessoas recém conhecidas, se apaixonam e desapaixonam de maneira fulminante.
* Desenvolvem admiração e desencanto por alguém muito rapidamente.
* Alta sensibilidade a qualquer sensação de rejeição. Pequenas rejeições provocam grandes tempestades emocionais. Uma pequena viagem de negócios do namorado ou marido pode desencadear uma tempestade emocional completamente desproporcional (acusações de rejeição, de abandono, de não se preocupar com as necessidades dela, de egoísmo, etc.).
* A mistura de idealização por alguém e a extrema sensibilidade às pequenas rejeições que fazem parte de qualquer relacionamento são a receita ideal para relacionamentos conturbados e instáveis, para rompimentos e estabelecimento imediato de novos relacionamentos com as mesmas idealizações.
* Mais raramente, episódios psicóticos (se sentirem observadas, perseguidas, gozadas, comentadas).

2) Risco aumentado para:

* Compras Compulsivas.
* Sexo de risco.
* Comer Compulsivo, Bulimia, Anorexia.
* Depressão.
* Distúrbios de Ansiedade.
* Abuso de substâncias.
* Transtorno Afetivo Bipolar.
* Outros Transtornos de Personalidade.
* Violência (não só sexual), abusos e abandono, por causa da impulsividade e da falta de crítica para escolher novos parceiros.  (+ info)

O portado do Transtorno de Personalidade Borderline pode ser responsabilizado por seus atos? E o psicopata?


Podem sim, mas a culpa deles é bastante reduzida, assim também vale para alguém com bipolar ou esquizofrênia, doenças bem sérias.  (+ info)

Alguém conhece o Transtorno de personalidade Borderline?


O Transtorno de Personalidade Limítrofe (TPL), também conhecido como Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) é definido como um gravíssimo transtorno de personalidade caracterizado por desregulação emocional, raciocínio “8 ou 80” (“branco e preto”, totalmente bom e totalmente mau) extremo ou cisão e relações caóticas. Com tendência a um comportamento briguento, também é acompanhado por impulsividade auto-destrutiva, manipulação, conduta suicida, bem como esforços excessivos para evitar o abandono e sentimentos crônicos de vazio, tédio e raiva. Por vezes, o transtorno é confundido com depressão ou transtorno afetivo bipolar.

O transtorno borderline é um grave distúrbio que afeta seriamente toda a vida da pessoa acometida causando prejuízos significativos tanto ao indivíduo limítrofe como às pessoas a sua volta. Frequentemente eles precisam estar medicados (antidepressivos, antipsicóticos, ansiolíticos etc.) para tentar reduzir as consequências incontroláveis que a doença traz. Além disso, acompanhamento psicológico é primordialmente muito importante.

Os sintomas aparecem durante a adolescência ou nos primeiros anos da fase adulta e persistem geralmente por toda a vida. Essa fase pode ser desafiadora para o paciente, seus familiares e seus terapeutas, mas na maioria das vezes a severidade do transtorno diminui com o tempo. Pelo fato dos sintomas eclodirem principalmente na adolescência, muitas vezes os pais ou familiares acham que é mera rebeldia própria da idade. Contudo, não fazem idéia que estão diante de um ente com um grave distúrbio.

As perturbações sofridas pelos portadores do TPL alcançam negativamente várias facetas psicosociais da vida, como as relações no trabalho, casa, e ambientes escolares. Tentativas de suicídio e suicídio consumado são possíveis resultados sem os devidos cuidados e terapia.

A maioria dos estudos indica uma infância traumática (especialmente separação dos pais, abuso infantil) como precursora do TPL, ainda que alguns pesquisadores apontem uma predisposição genética, além de disfunções no metabolismo cerebral.

Estima-se que 2% da população sofra deste transtorno, com mulheres sendo mais diagnosticadas do que homens.

O termo Borderline (Limítrofe) deriva da classificação de Adolph Stern que descreveu, na década de 1930, a condição como uma patologia que permanece no limite entre a neurose e a psicose. Pelo fato de o termo carecer de especificidade, existe um atual debate se esta doença deva ser renomeada.  (+ info)

Você conseguiu melhorar dos sintomas do Transtorno da Personalidade Borderline? Como?


Convivo com uma pessoa com os sintomas do Transtorno da Personalidade Borderline. Ela perdeu muito dinheiro por causa destes sintomas. O filhinho dela fica muito inseguro durante as crises...
----------

Olá Lucas,
Os transtornos de personalidade devem ser tratados em psicoterapia.
Determinados casos é importante também a medicação.
Abraços  (+ info)

Transtorno de Personalidade Borderline tem cura?


Meu Deus... só pode ser isso... não acho que as minhas atitudes seja "normais" de alguém apenas "desencanada"... eu me exponho a sérios riscos....
----------

se vc se idnetificou com um transtorno, então, procure ajuda profissional, entendo perfeitamente, o que é querer ser algo, que vc não consegue e o fato de não conseguir não tem nada haver com incompetência ou falta de decência... vc não consgue e ponto! também, tenho o meu transtorno :-) eu sou tda/h, mas fui "descoberta" cedo, porém, consegui fazer uns bons estragos na minha vida... meu padrào de comportamento, não era condizente com o padrão das menininhas dondocas, do meio onde fui criada... por isso eu chamava a atençao e fui muito rotulada e até menosprezada, cheguei a vestir a roupa do "patinho feio" e de pensar que o futuro é a morte e pronto... mas, coisas boas aconteceram no caminho e aos poucos eu comecei a enxergar, que tinha um problema em mim... porque assim como vc eu errava, me arrependia, mas não conseguia sair do erro, um ciclo... eu era uma rebelde sem causa... ao finalmente, me encaixar e ser diagnosticada, comecei a entender, aceitar, conviver, me ajustar, bom... e tomar medicação, também...
então, recomendo, que vc procure obter um laudo oficial do seu transtorno e se cuidar... vc tem uma pequena de depende totalmente do seu bem estar físico e emocional... estou torcendo por vc, do fundo do coração, tá bom? ah... transtornos dificilmente tem cura total, mas, tem tratamento...  (+ info)

Tenho transtorno de personalidade Borderline e depressao.!!!?


Trabalho como professora na educacao infantil, será que posso continuar trabalhando ou consigo o auxilio doença (pelo inss)?
Obrigada e abraços!!!
----------

Pode ser q consiga pelo transtorno mas não pela depressão...se vc realmente naum tem mais condições de trabalhar corra atras dos atestados medicos e fale com alguem do inss eles saberão te dizer melhor....bjoss  (+ info)

Há relação entre síndrome do pânico e transtorno borderline?


Estou fazendo uma pesquisa, e gostaria de saber se há alguma relação entre transtorno do pânico e personalidade borderline (transtorno de personalidade limítrofe). Alguém saberia me dizer se a sindrome do pânico pode ser uma manifestação desse transtorno borderline?
Obrigada
----------

***BODERLINE****O boderline simplesmente não consegue entender ou perceber seus conteúdos emocionais. Explicar para ele algum conteúdo que venha de dento dele e fazê-lo entender o porquê está sentindo determinada coisa é uma tarefa suada e muitas vezes impossível.
Fazê-lo então falar de seus problemas “internos” é uma guerra. Todo o discurso gira sempre em torno sobre o que aconteceu com outras pessoas em torno dele e nunca o que sentiu sobre isso ou aquilo. Não importa quantas vezes você o interrompa para dizer que você quer saber mais das emoções e menos dos fatos ou perguntar a cada segundo que ele sentiu a respeito... Sempre voltamos ao ponto de ouvi-lo falando de coisas externas a ele.
São pessoas proibidas de sentir e de perceber os outros como são. Conseguem dizer que amam perdidamente uma pessoa (geralmente os genitores) e ao mesmo tempo são incapazes de ficar por perto destas mesmas pessoas. Também falam bem ou mal delas, de forma muito intensa, em horas diferentes e sem conseguir estabelecer conexões nestas questões.
Também apresentam uma transferência que eu posso chamar de “grudenta”, mas faltando sempre e chegando atrasados, sem conseguir aproveitar bem o tratamento.
Alguém despreparado para olhar para estes casos poderia classificar superficialmente, muitos deles como “pessoas equilibradas” e outros neuróticos leves, com acesso fácil aos conteúdos internos e completamente capazes de entender seus conteúdos internos e levar uma análise a cabo, como pessoas “loucas”.
****TRANSTORNO DE PÂNICO****A síndrome do pânico, é uma enfermidade que se caracteriza por crises absolutamente inesperadas de medo e desespero. A pessoa tem a impressão de que vai morrer naquele momento de um ataque cardíaco porque o coração dispara, sente falta de ar e tem sudorese abundante.
Quem padece de síndrome do pânico sofre durante as crises e ainda mais nos intervalos entre uma e outra, pois não faz a menor idéia de quando elas ocorrerão novamente, se dali a cinco minutos, cinco dias ou cinco meses. Isso traz tamanha insegurança que a qualidade de vida do paciente fica seriamente comprometida.
Não acredito na relação das duas doenças,a pessoa que tem pânico pode administrar seus sentimentos na medida do possível,já no caso do boderline seus sentimentos parecem que ficam em um cofre de segurança.
****Um forte e afetuoso abraço****  (+ info)

Eu creio que tenho Transtorno de Personalidade Limítrofe ( Borderline), estou meio apavorada......?


Pensei que era o transtorno bipolar......mas não era, pois existem peculiaridades que distinguem esses dois trantornos.


Estou com muita dor no peito e uma tristeza que não quer parar..............minha cabeça parece que não para de rodar pensamentos do passado...........


Pois, preciso que alguém me ajude a saber como lidar com essa situação.................não é tratado com remédios na fase calma (q hoje estou), mas já tive diversas fazes na vida, mas nunca imaginei que isso era um transtorno.

Não sei se me sinto feliz, por estar conseguindo me descobrir e tentar me ajudar.............ou muito triste por me recordar com fatos passados..........

Me ajudem por favor!!!

Apenas gostaria de saber uma maneira de viver em paz comigo mesma.
é que tenho pessoas com tratamento, e sei que é próprio do interior da pessoa busca a melhora! Eu que me descobrir e melhorar "eu" como pessoa e meu realcionamentos com as demais pessoas. O que eu busco aqui, é algum conforto...........ou recomentação...........tudo ajuda,srsrsrsr
Eu trabalho,tenho filho e marido.......................o detalhe é querer estar bem para fazer os outros bem.................


É sério.............quero desbloquear minhamente de algo que esta me atrapalhando, .............de verdade!
----------

Você está chegando perto...

Se todos os profissionais da área de Saúde Mental pudessem compreender o que você já compreendeu, seria um bom caminho andado em direção à cura total de quaisquer problemas da mente - psicossomáticos.

Quando se lida com tais profissionais, que de fato nunca estudaram a mente, não é de estranhar que 'alguns' apelem para a farmacologia que também os tem deixado dependentes, e sofrem como seus pacientes.

E você sabe por que não existe metodologia científica para os diagnósticos de doenças psicossomáticas?
- Por que precisaríamos neste planeta Terra termos no mínimo pouco mais de SEIS bilhões de diagnósticos!
CADA CASO É UM CASO, não existe nenhum igual a nenhum.
Assim, apenas rotulam por semelhanças, os efeitos da mente sobre o corpo, sem estudar a mente!
Análises, análises comportamentais, vê?

O que você escreveu em sua pergunta é PASSADO, certo?
Sim, do mesmo modo que minha resposta, quando você ou alguém ler, já é passado!...

E está no PASSADO todas as questões de nossas vivências, todas as experiênicas e também todas as questões que levam HOJE às doenças da mente e do corpo, efeito de muitas CAUSAS.

Estas causas é que precisam ser identificadas e são diferentes para cada pessoa, porém o MESMO método poderia localizar e curar. Regressão.
Havia a TVP e hoje mais avançado a metodologia de 'Reverie' sendo utilizada com sucesso para todos os casos e todas as pessoas, independente do que lhes causou tais problemas, muitos deles, assemelhados para todas as pessoas, não iguais.

Dores - Perdas - Sensações desagradáveis - Stress - Depressão - Tristeza - Ansiedade - Apatia - Medo - Fobias - Esquizofrenias!

As pessoas rodam em pensamentos tentando encontrar uma saída, o que não sabem é que quanto mais procuram, mais entram no buraco.
Tudo o que a mente cria, a mente é capaz de resolver, senão sozinha, existe ajuda de fato com tecnologia funcional.
Acontece que deixam de lado O QUE NOS FOI FEITO e que apenas fomos efeitos...
São quatro fluxos e nenhum deles um remédio poderia agir.

- O que nós fizemos para nós mesmos.
- O que nós fizemos para os outros.
- O que os OUTROS nos FIZERAM.
- O que os outros fizeram para os outros.

.  (+ info)

Transtorno Personalidade Borderline: TRATAMENTOS E SOLUÇÕES?


Sou borderline há 10 anos, tendo feito diversos tratamentos desde então.
Era mais nervosa, agressiva, briguenta. Nesta fase, tenho disordem alimentar, momentos intensos de vazio, tristeza, tédio, desânimo para qualquer atividade, cansaço cronico.
Tomo Zoloft, mas querem q eu mude para o 4º remédio deste ano).

BUSCO UMA TERAPIA, TRATAMENTO, CURSO que realmente eu possa me agregar e solucionar o problema. Sei tudo sobre a doença, os comportamentos... Mas como resolver?

Gostaria de saber dicas de TRATAMENTOS EFETIVOS em borders, quais remédios surtem o melhor controle, se existem tratamentos efetivo, onde encontrá-los.

Saber sobre terapias que resolvem, focadas em borders, hipnose ou o que tiverem de interessante para compartilhar...

Gostaria de ser auxiliada por uma equipe, não quero mais que este transtorno seja maior que eu. Preciso de ajuda para vencê-lo!
----------

Minha esposa eh borderline e ja pesquisei muito sobre o assunto, como voce bem deve adivinhar, sou um dos maiores afetados por isso.
Se voce le ingles, sugiro o site www.bpdcentral.com.
Eh um dos maiores repositorios sobre o assunto onde inclusive descobri que o Omega3 pode ser bastante efetivo.  (+ info)

Tenho transtorno de personalidade Borderline...!!!?


Trabalho como professora na educacao infantil, será que posso continuar trabalhando ou consigo o auxilio doença (pelo inss)?
Obrigada e abraços!!!
----------

Pode ser q consiga pelo transtorno mas não pela depressão...se vc realmente naum tem mais condições de trabalhar corra atras dos atestados medicos e fale com alguem do inss eles saberão te dizer melhor....bjoss  (+ info)

1  2  3  4  5  

Deixa uma mensagem sobre 'Transtorno da Personalidade Borderline'


Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de responsabilidade.